Argumento de MARK MILLAR e arte de WILFREDO TORRES, DAVID GIANFELICE, CHRIS SPROUSE et. al.

 

Solitários. Alcoólicos. Infiéis. Dissimulados. Ciumentos. Perfeitos.

Mesmo os nossos pais foram jovens em tempo.

 

Na América da era dourada dos anos 50, os maiores super-heróis do mundo triunfam sobre ameaças cósmicas em batalhas épicas, mas são diariamente testados nas suas lutas privadas. Os acontecimentos sociais e políticos daqueles anos vão ter um custo pessoal pesado, à medida que as desconfianças e a traição ensombram relacionamentos que pareciam eternos.

 

Mark Millar é o escritor de muitas séries de comics aclamadas, muitas das quais já foram adaptadas ao grande ecrã, estando muitas outras em adaptação para o cinema, e, depois da recente aquisição da Millarworld pela Netflix, para a televisão. A G. Floy tem vindo a editar uma parte importante da sua obra de BD independente, com inúmeros títulos já publicados, como O Legado de Júpiter, Kick-Ass, Huck, Kingsman, Némesis, etc...

 

O Círculo de Júpiter é a prequela  de O Legado de Júpiter, e faz os leitores voltarem à era dourada dos comics, de Hollywood e dos super-heróis, uma era idealizada, mais pura e ingénua e mais... negra, cínica, terrível? Com O Círculo de Júpiter, Millar conta a história da primeira geração de seres humanos com super-poderes, e explica a origem dos conflitos, ressentimentos, e rivalidades entre eles, que pudemos observar em O Legado de Júpiter. Mais mais do que mostrar uma era ideal, Millar confronta os leitores com o facto de que a era dourada não foi de ouro, que preconceitos de raça, de género, de ideais políticas, moldaram e desfiguraram as acções das suas personagens, pelo meio de cenas de sexo, bebedeiras e drogas, enganos e traições.

 

“Todas as gerações falam das que as precederam como sendo maiores, a melhores, como gerações que devem ser idealizadas e veneradas”, diz Millar. “Mas elas eram tão estúpidas como a nossa. E fiquei fascinado com esta ideia de mostrar os pais dos protagonistas como os jovens.” O resultado é uma história de super-heróis a comportarem-se como tudo menos supers, numa saga ao mesmo tempo épica e melancólica, terrível e negra. No mundo de O Círculo de Júpiter não existe super-poder capaz de combater o racismo, o sexismo, o ciúme e a inveja, e a homofobia.

 

A arte de O Círculo de Júpiter está a cargo de uma mão-cheia de desenhadores que procuraram recriar um estilo limpo, directo, que evoca a Silver Age dos comics, com os seus toques de pop-art, “cujos heróis parecem que saíram do cérebro do Roy Lichtenstein” (Alex Abad-Santos, Vox). Wilfredo Torres é um dos principais desenhadores da série, com uma carreira já longa por várias editoras americanas (Dynamite, DC, Dark Horse, Marvel, etc...); tal como ele, os outros desenhadores da série colaboram pela primeira vez com Mark Millar neste livro. David Gianfelice é um artista italiano com carreira nos fumetti, mas com trabalhos assinados também na Marvel, e na Vertigo (Northlanders). E Chris Sprouse é bem conhecido dos fãs de comics pelo seu trabalho em inúmeros títulos e séries, mas sobretudo em Tom Strong, com Alan Moore, uma personagem que evoca de certa maneira o mundo aparentemente inocente e brilhante de O Círculo de Júpiter.

 

“O Círculo de Júpiter é o Mad Men da banda desenhada.”

- Vox

 

O CÍRCULO DE JÚPITER

Reúne a série completa de JUPITER’S CIRCLE #1-12.

Formato deluxe, capa dura, 296 pgs. a cores.

€28.00
ISBN 9788365938855

Argumento de MARK MILLAR e arte de STEVE McNIVEN

 

Quem é Némesis?

 

Ele é o herdeiro de uma família privilegiada e de milhares de milhões que os seus falecidos pais lhe deixaram. Dono de uma frota de carros espectaculares, de um hangar cheio de aviões e de gadgets tecnológicos sempre às suas ordens. E decidiu vestir uma máscara e uma capa, e tornou-se num cavaleiro de branco numa luta implacável por uma causa em que acredita.

 

Mas se pensam que esta é uma história que já ouviram antes... pensem outra vez! Isto vai ser completamente diferente de tudo o que leram assim que virarem a primeira página. Némesis é o relato das fantasias mais violentas de um vilão para acabar com todos os vilões, um redemoinho de ultra-violência, caos e humor negro, que só a mente louca de Mark Millar (Kick-Ass, Kingsman: Serviço Secreto) poderia imaginar.

 

Os autores por trás de sucessos como Velho Logan e Marvel: Guerra Civil regressam com uma história louca de um homem em busca de vingança!

 

Mark Millar é o escritor de muitas séries de comics aclamadas, muitas das quais já foram adaptadas ao grande ecrã, estando muitas outras em adaptação para o cinema, e, depois da recente aquisição da Millarworld pela Netflix, para a televisão. A G. Floy tem vindo a editar uma parte importante da sua obra de BD independente, com inúmeros títulos já publicados, como O Legado de Júpiter, Kick-Ass, Huck, Kingsman, Némesis, etc... O Canadiano Steve McNiven estreou-se na falecida editora CrossGen, onde deu logo nas vistas, mas foi na Marvel que assinou os seus grandes sucessos, alguns em colaboração com Mark Millar, como Guerra Civil ou Velho Logan. Tem desenvolvido a sua carreira na Casa das Ideias, com poucas incursões fora da editora, de que Némesis é a principal.

 

E se o Batman fosse o Joker? E se o milionário ultra-talentoso se transformasse no vilão, e não no herói? E num vilão vestido de cavaleiro branco! É essa a premissa de Némesis, numa história recheada de humor negro, de uma espécie de Batman ou James Bond contra um Comissário Gordon, um bilionário maléfico que se entretém a escolher um chefe de polícia diferente cada ano, e a destruir-lhe a vida e a cidade. E do que acontece a seguir...

 

“Uma história fantástica, e se acham que lhe falta compaixão... é porque o mundo não é feito de boas intenções, mas de egoísmo e orgulho. A estabilidade da sociedade moderna é tão artificial quanto os edifícios que um terrorista pode destruir com facilidade!”

Nicholas Yanes - SciFiPulse.net

 

Reúne a série NEMESIS #1-4.

Formato deluxe, capa dura, 112 pgs. a cores.

€13.00
ISBN 9788365938749

Argumento de MARK MILLAR e arte de RAFAEL ALBUQUERQUE

 

Numa pequena e pacata vila da costa americana, Huck, o funcionário da bomba de gasolina, usa em segredo os seus talentos muito especiais para fazer uma boa acção por dia. Mas quando a história dele se começa a espalhar, ele transforma-se em notícia principal pelo país todo, e recebe a fama que sempre evitou. E, à medida que começam a emergir elementos do passado de Huck, ele deixa de perceber em quem pode confiar ou não, e que há vidas em perigo.

 

Da aclamada e premiada dupla criativa de MARK MILLAR (Kick-Ass, Guerra Civil) e RAFAEL ALBUQUERQUE (American Vampire, Batgirl), uma das histórias mais genuínas e surpreendentes da década. Millar explicou as razões pelas quais escreveu Huck num artigo que se intitulava “Como Homem de Aço [o filme] me traumatizou de tal maneira que decidi escrever Huck”, como uma espécie de reacção a um excesso de violência e de “lado negro” dos comics e dos filmes neles baseados. Millar ele próprio escreveu a sua quota parte de histórias ultra-violentas, basta lembrar Kick-Ass, p.ex.! Mas por uma vez, decidiu fazer algo diferente.

 

“Ver o Super-Homem a partir o pescoço do General Zod no filme chocou-me, e fez-me pensar se não teríamos ido finalmente até ao fim da linha em termos de violência nos super-heróis. (...) Para mim a moral dos comics de super-heróis era que eles podiam fazer quase tudo com os seus poderes, mas no fim escolhiam ser bons. (...) Gostava que Huck lembrasse aos meus leitores que quando nos vestíamos de super-heróis em crianças, não era para sermos os mauzões, os bad-ass, não era por eles serem violentos e cruéis. Quero que Huck funcione como um antídoto aos anti-heróis, e acho que é uma experiência muito interessante nesse sentido.”

 

Mark Millar é o escritor de séries de comics aclamadas como Kick-Ass, Kingsman: Serviço Secreto, O Legado de Júpiter e O Círculo de Júpiter, Nemesis, etc.... Muitos destes livros já foram adaptados ao grande ecrã, e muitos outros estão em adaptação para o cinema, e depois da recente aquisição da Millarworld pela Netflix, para a televisão, incluindo livros que escreveu para a Marvel no passado, como Wolverine: Old Man Logan (Velho Logan) e Civil War (Guerra Civil) - a série de super-heróis mais vendida em quase duas décadas.

 

Rafael Albuquerque venceu já vários prémios Eisner e Harvey, e é o co-criador da série best-seller do New York Times American Vampire (DC Comics/Vertigo), escrita por Scott Snyder e Stephen King, e de Ei8ht, da Dark Horse. Rafael já trabalha na indústria de comics desde o início dos anos 2000, e tem trabalhos assinados para a maioria das editoras americanas, tendo ilustrado séries populares como Batman, Wolverine, Animal Man, e mais recentemente Batgirl. Fez parte do relançamento da Millarworld na NETFLIX, tendo ilustrado um arco de história para a nova série de Hit-Girl, e a mini-série Prodigy.

 

Reúne os números #1-6 de Huck

Formato deluxe, capa dura, 160 pgs. a cores.

€16.00
ISBN 9788365938664

Argumento de MARK MILLAR e arte de GREG CAPULLO

 

Quando morrerem não vão para o Céu... vêm para aqui..

 

Para onde vamos quando morremos? Bonnie Black é uma mulher velha e doente, que adormece todas as noites no seu quarto de hospital angustiada com a possibilidade de morrer sem saber o que a espera no além. Mas, depois de morrer, vai acordar num mundo de ficção científica como nunca tinha imaginado - um mundo mágico assolado por uma guerra eterna. O pai dela - e o cão que teve em criança - estão lá, e juntos, terão de partir numa viagem tremenda em busca do seu marido, assassinado há mais de uma década.

 

Mark Millar, o argumentista por trás de sucessos  como Kick-Ass ou Serviço Secreto, junta-se ao artista Greg Capullo, célebre pelo seu Batman, numa aventura de proporções épicas.

 

Mark Millar é o escritor de séries de comics aclamadas como Kick-Ass, Kingsman: Serviço Secreto, O Legado de Júpiter e O Círculo de Júpiter, Nemesis, etc.... Muitos destes livros já foram adaptados ao grande ecrã, e muitos outros estão em adaptação para o cinema, e depois da recente aquisição da Millarworld pela Netflix, para a televisão. O seu trabalho para a DC inclui o aclamado Superman: Red Son (em português Super-Homem: Herança Vermelha), e para a Marvel Comics criou The Ultimates (Os Supremos), Wolverine: Old Man Logan (Velho Logan) e Civil War (Guerra Civil) - a série de super-heróis mais vendida em quase duas décadas.

 

Greg Capullo é um dos mais aclamados artistas de banda desenhada da actualidade, em particular depois dos incríveis cinco anos que passou como artista principal na revista Batman, para a DC Comics (várias vezes best-seller do New York Times). O seu trabalho em Reborn foi também tremendamente aclamado pela crítica. Antes do seu período como desenhador do Batman, tinha-se tornado já famoso pelos oito anos como desenhador da revista Spawn, na Image Comics. É também criador de The Creech, um comic de terror, e produziu muita da arte para os visuais de World of Warcraft, da Blizzard Entertainment. Vale a pena acrescentar que Capullo é secundado neste livro por dois dos seus colaboradores habituais, que ajudam a assegurar a tremenda qualidade do seu trabalho: o arte-finalista Jonathan Glapion e o colorista FCO Plascencia.

 

Reborn/Renascidos está neste momento em adaptação para filme, com a actriz Sandra Bullock e o realizador Chris McKay (The Lego Movie) como produtores executivos. O filme tem estreia marcada para finais de 2019 ou inícios de 2020, e será um dos primeiros a adaptar uma história de Mark Millar para a Netflix.

 

“RENASCIDOS é uma obra-prima. Misturando ficção científica e fantasia, Mark Millar e Greg Capullo servem-nos uma visão única da vida depois da morte, e provam que estão no topo da sua criatividade.”

comicsverse.com

 

Renascidos

Reúne os números #1-6 de Reborn.

Formato deluxe, capa dura, 176 pgs. a cores.

€16.00
ISBN 9788416510979

Argumento de MARK MILLAR e arte de FRANK QUITELY

 

A conclusão da primeira saga da série JÚPITER de Mark Millar chega finalmente: um dos maiores sucessos críticos e comerciais de Mark Millar, uma notável saga com arte do grande Frank Quitely, cujo primeiro volume foi nomeado para os Galardões BD do Comic Con Portugal!

 

Mark Millar opera neste livro uma desconstrução fenomenal das histórias de super-heróis, com uma simples pergunta: o que acontece num mundo em que existem super-poderes, quando a primeira geração de super-heróis, os idealistas, os que lutaram pela democracia, pela sua nação, os que acreditaram que com grandes poderes vem grande responsabilidade, cede o lugar aos descendentes, os cínicos, mimados e privilegiados, que se habituaram a ter tudo?

 

Chloe e Brandon são filhos dos maiores heróis e vilões deste mundo. Mas será que estão à altura do seu legado? Os super-heróis tomaram as rédeas do poder no mundo, criando uma distopia autoritária... mas Chloe e Hutch, e o seu brilhante e superpoderoso filho, Jason, decidiram sair da clandestinidade e levar a luta até aos seus inimigos. Mas será que a equipa de supervilões que estão a juntar para lutar contra uma geração de super-heróis transformados em ditadores está à altura da tarefa?

 

Os super-heróis conquistaram este mundo... poderão os supervilões salvá-lo?

 

Mark Millar é o escritor de séries de comics aclamadas como Kick-Ass, Kingsman: Serviço Secreto, O Legado de Júpiter e O Círculo de Júpiter, Nemesis, etc.... Muitos destes livros já foram adaptados ao grande ecrã, e muitos outros estão em adaptação para o cinema, e depois da recente aquisição da Millarworld pela Netflix, para a televisão. O seu trabalho para a DC inclui o aclamado Superman: Red Son (em português Super-Homem: Herança Vermelha), e para a Marvel Comics criou The Ultimates (Os Supremos), Wolverine: Old Man Logan (Velho Logan) e Civil War (Guerra Civil) - a série de super-heróis mais vendida em quase duas décadas.

 

Frank Quitely é um artista de comics escocês, conhecido pelas suas frequentes colaborações com Grant Morrison em títulos como Novos X-Men, WE3, All-Star Superman e Batman and Robin, bem como pelo seu trabalho com Mark Millar em The Authority e O Legado de Júpiter. A sua carreira internacional começou na DC Comics, com séries para a Vertigo, incluindo Flex Mentallo, bem como séries regulares para o universo DC e para a Wildstorm, incluindo Batman, JLA e The Authority. Depois de ter ilustrado Os Novos X-Men durante dois anos para a Marvel, voltou para a Vertigo e produziu uma curta para uma antologia de Sandman, bem como uma série de que foi co-criador, WE3. Seguiram-se títulos para a DC como All-Star Superman, Batman and Robin, etc...

 

Para o universo JÚPITER estão programadas três sagas: O Legado de Júpiter, já concluída em dois volumes. O Círculo de Júpiter, em dois volumes também, que a G. Floy irá editar durante o ano de 2019, e que examina os anos anteriores ao período de O Legado, e a história por trás dos vários super-heróis. E Requiem para Júpiter, série ainda não lançada na versão original.

 

O LEGADO DE JÚPITER  vol. 2: REVOLTA

Reúne os números #1-5 de Jupiter’s Legacy (volume 2).

Formato deluxe, capa dura, 136 pgs. a cores.

€14.00
ISBN 9788416510771

Argumento de MARK MILLAR e arte de GORAN PARLOV

 

Na sua juventude, Duke McQueen foi transportado para o distante planeta Tantalus, onde ajudou a salvar a população de um tirano terrível. Mas isso foi há quarenta anos, e entretanto ele regressou à Terra, casou com a única pessoa que sempre acreditou na sua história, teve filhos e tornou-se num homem velho, a quem já nada resta senão as suas memórias de um tempo mais glorioso... até uma noite em que uma astronave desce dos céus e aterra no seu jardim, a pedir-lhe que aceite regressar para uma última aventura! Será que Duke vai conseguir esquecer que já é um homem velho, e relembrar o herói que em tempos foi? Ah, e claro, cabeças e naves vão explodir, corpos vão ser cortados ao meio por lasers, e a contagem de corpos de vilões não vai parar de subir à medida que o leitor for virando as páginas do livro!

 

Originalmente publicado sob a forma de uma mini-série de 6 números, Starlight rapidamente se tornou num dos mais aclamados livros de Mark Millar. Uma tremenda, divertida, sentimental e bela homenagem aos grandes relatos de ficção científica dos pulps, desde o John Carter de Marte de Edgar Rice Burroughs, a heróis como Flash Gordon ou Buck Rogers, Starlight traz-nos algumas das mais belas personagens que Millar já construiu. Esta saga genuína e sentida vai capturar a imaginação dos leitores com a sua história de uma segunda oportunidade na vida, de luta entre a velhice e a juventude, e de aventura com A grande!

 

“Verdadeiro e cheio de humanidade, de uma maneira que é raro um comic ser.”

comicbook.com

 

 

Mark Millar já não precisa de apresentações ao público de BD português: é o criador de comics como Kick-Ass, Kingsman, O Legado de Júpiter, Nemesis, KM/H - MPH, Wanted e muitos outros  (e isto depois de ter assinado algumas das grandes sagas de super-heróis na DC e na Marvel, com livros como Super-Homem: Herança Vermelha, ou Guerra Civil, Velho Logan, etc...). Muitos dos seus livros foram já adaptados ao grande ecrã, e estão a caminho também do pequeno ecrã, depois da Netflix ter adquirido a MillarWorld e ter iniciado o processo de adaptação das suas séries de comics a séries de TV.

 

Goran Parlov é croata, e construiu a sua carreira de artista de BD  principalmente em Itália. Os seus primeiros trabalhos foram para a Sergio Bonelli Editore, incluindo para Tex - uma das mais populares personagens de BD em Itália e no mundo. Goran começou a trabalhar para o mercado americano no início dos anos 2000, em séries como Outlaw Nation e Y: O Último Homem, para a Vertigo; Terminator 3, para a Becket Comics; e Black Widow, The Punisher: MAX, e Fury: MAX para a Marvel. Esta é a sua primeira colaboração com Mark Millar.

 

 

STARLIGHT

Formato comic deluxe (19 x 28,50), capa dura, 168 pgs. a cores.

€16.00
ISBN 9788416510856

Argumento de MARK MILLAR e arte de JOHN ROMITA JR.

 

O maior herói do mundo chega finalmente a Portugal! Ou pelo menos... um dos mais jovens, e mais convencidos! Mais de dez anos depois da sua estreia nos EUA, a comédia negra super-heróica de Mark Millar chega finalmente ao nosso país numa edição da G. Floy.

 

Alguma vez quiseram ser um super-herói? Não, a sério, nunca quiseram MESMO ser um super-herói? Dave Lizewski queria ser um super-herói, não queria ser banqueiro ou cozinhar hambúrgueres ou estudar direito. Queria ser SUPER-HERÓI, e ao contrário de vocês, decidiu que ia tomar o seu destino nas mãos, e seguir o seu sonho! E um fato de mergulho e uma máscara depois, a cidade começou a reparar no seu novo super-herói... KICK-ASS!

 

Mas agora, à medida que a moda dos super-heróis alastra pela cidade e pelas redes sociais, e que aparecem cada vez mais aventureiros mascarados, a realidade vai apanhar Dave Lizewski e exigir-lhe que demonstre a coragem que um super-herói tem de ter, mesmo que isso signifique chegar atrasado às aulas e desapontar o seu pai.

 

O livro que deu origem ao filme de sucesso!

 

O enorme sucesso desta série de comics levou a que fosse rapidamente adaptada ao cinema, num filme de Matthew Vaaghn, que aliás originou uma colaboração entre o realizador e o escritor que duraria até hoje, com mais filmes, incluindo sequelas de Kick-Ass e os filmes da série Serviço Secreto. Kick-Ass continua a ser uma das séries de maior sucesso de Millar, e junta-se à mão cheia de títulos que escreveu de super-heróis (e desconstrução de super-heróis!) e que se tornaram clássicos do género: Super-Homem: Herança Vermelha (Superman: Red Son), Guerra Civil, Os Supremos (The Ultimates), Velho Logan, e a sua mais recente série O Legado de Júpiter (editada pela G. Floy, com arte de Frank Quitely).

 

Uma história de super-heróis num mundo real, que se tornou famosa pelo nível de violência que mostra, e por explorar sem hesitações as consequências dessa violência.

 

“Uma história ao mesmo tempo hilariante e divertida, e terrivelmente angustiante e assustadora, ilustrada pelo talento enorme de John Romita Jr.” - Tom McLean, Variety.com

 

Reúne os números #1-8 da série Kick-Ass, de Mark Millar e John Romita Jr.

 

Kick-Ass

Argumento de Mark Millar e arte de John Romita Jr.

208 páginas, formato comic (17 x 26), cor, capa dura.

€20.00
ISBN 9788416510962

Argumento de MARK MILLAR e arte de STUART IMMONEN

 

Uma mais espectaculares sagas de ficção-científica de sempre do autor de Kickass e O Legado de Júpiter!

 

Imaginem que estão casados com o pior vilão do universo. E que eles vos mataria se tentassem deixá-lo, mas vocês têm mesmo de fugir para salvar os vossos filhos... Bem-vindos a um dos space-operas mais cheios de acção de sempre - uma aventura que vai atravessar galáxias com a Rainha Emporia e a sua jovem família, enquanto eles lutam para sobreviver e escapar a um ditador sanguinário que quer vingança.

 

Fugindo da brutalidade e opressão do seu marido, o Rei Morax, Emporia leva os seus filhos e escapa do palácio que se transformou na sua prisão, arriscando atravessar os mais perigosos ambientes alienígenas e zonas de guerra interplanetárias. Acompanhada pelo seu leal guarda-costas Dane, pelo ex-militar Tor e com a ajuda do teleportador Nave, a Família Real inicia a sua fuga pelo espaço, mas Morax e o seu exército não recuarão ante nada para os capturar e executar!

 

Conseguirão Emporia e os seus filhos escapar ao monstro a que chamam marido e pai, ou estarão à mercê de uma traição que os entregará nas mãos de Morax?

 

“Imperatriz é a definição de blockbuster. A velocidade é vertiginosa. Millar e Immonen não deixam o leitor respirar, obrigando ao frenético voltar de página, ao desespero de saber o que virá a seguir. O artista tem espaço para brilhar, ao inventar inúmeras paisagens extraterrestres, seres alienígenas, acção incontida.”

Blogue: Acho que Acho

 

“Há momentos em que não conseguimos virar as páginas suficientemente depressa, tal é a vontade de ler o que vem a seguir, ao mesmo tempo que queremos atardar-nos em cada página para admirar a arte fabulosa de Immonen!”

Adventures in Poor Taste

 

Reúne os números #1-7 de Empress.

 

IMPERATRIZ

Formato deluxe, capa dura, 192 pgs. a cores.

€16.00
ISBN 9788416510573

Argumento de MARK MILLAR e arte de FRANK QUITELY

 

O LEGADO DE JÚPITER volume um, "Luta de Poderes", é um dos maiores sucessos críticos e comerciais de Mark Millar, uma notável saga com arte do grande Frank Quitely! Mark Millar opera neste livro uma desconstrução fenomenal das histórias de super-heróis, com uma simples pergunta: o que acontece num mundo em que existem super-poderes, quando a primeira geração de super-heróis, os idealistas, os que lutaram pela democracia, pela sua nação, os que acreditaram que com grandes poderes vem grande responsabilidade, cede o lugar aos descendentes, os cínicos, mimados e privilegiados, que se habituaram a ter tudo?

 

Chloe e Brandon são filhos dos maiores heróis e vilões deste mundo. Mas será que estão à altura do seu legado?

 

Em 1932, a busca por uma misteriosa fonte de energia e poder leva Sheldon Sampson, bem como o seu irmão Walter e um pequeno grupo de companheiros, numa viagem arriscada a uma estranha ilha perdida. Décadas mais tarde, Sheldon e Walter tornaram-se em super-heróis celebrados por todo o mundo. Mas uma nova geração de super-humanos tem de seguir os seus passos, e a missão anuncia-se difícil... sobretudo quando dois lados da família iniciam uma luta terrível pelo poder. Quanto tempo poderá o mundo sobreviver a uma guerra entre seres super-poderosos?

 

Reúne os números #1-5 de Jupiter’s Legacy (primeira série).

 

O LEGADO DE JÚPITER  vol. 1: LUTA DE PODERES

Formato deluxe, capa dura, 136 pgs. a cores.

PVP: 14€

€14.00
ISBN 9788416510542

Argumento de MARK MILLAR e arte de DUNCAN FEGREDO

 

Roscoe é um jovem pobre de Detroit, cuja única ambição é conseguir uma vida melhor para si e para os seus amigos. Mas essa vida está prestes a mudar para sempre, depois de um negócio de droga que acaba em desastre e numa pena de prisão... onde ele irá descobrir uma pílula que confere poderes para além da imaginação, e uma oportunidade única de mudar o mundo à sua volta!

 

“...o conceito impossível de ‘super-velocidade’ permite a Mark Millar explorar mais do que as simples fantasias super-poderosas das suas personagens. Uma das coisas que faz com que este livro se destaque é a inteligência do seu principal protagonista, Roscoe, o chefe deste alegre grupo de jovens ‘acelerados’ idealistas e politicamente rebeldes...”

Don McPherson - Eye on Comics

 

"Mas o que poderia ser apenas uma história - baseada numa boa ideia - de alguém com super-poderes no mundo real, vai mais além. A preocupação social presente no relato e a personalidade forte dos heróis de KM/H começam por marcar a diferença. ... É uma boa ideia, bem desenvolvida, em crescendo, com cambiantes muito bem imaginados, que funcionam..."

Pedro Cleto, in AsLeiturasdoPedro

 

Reúne os números #1-5 de MPH.

 

KM/H - MPH : Acima do Limite

Formato deluxe, capa dura, 136 pgs. a cores.

€14.00
ISBN 9788416510733

Argumento de MARK MILLAR e MATTHEW VAUGHN, arte de DAVE GIBBONS.

 

A oportunidade para os leitores portugueses descobrirem a história que deu origem aos filmes KINGSMAN e às suas personagens, na mesma altura em que estreia no cinema o segundo filme da série!

 

“Um misto de James Bond e My Fair Lady.”

- comicbookmovie.com

 

Mark Millar, o escritor de Guerra Civil e de Kick-Ass, e o lendário desenhador de Watchmen, Dave Gibbons, juntam forças com o realizador e super-estrela Matthew Vaughan para reinventar as histórias de espionagem para o século 21.

 

Um agente secreto britânico sente-se culpado por não passar tempo nenhum com a falhada da sua irmã e decide tomar o seu sobrinho meio perdido sob sua protecção, depois de este ser preso durante os motins de Londres. O rapaz estava destinado à prisão, quando o tio intervém e decide dar-lhe uma nova vida, treinando-o para ser um espião e um cavalheiro. Acabaram-se as roupas foleiras e e as jóias vistosas, e apareceram os fatos elegantes de Savile Row e o guarda-chuva à prova de balas, quando ele se lança numa viagem à volta do mundo para desvendar uma conspiração que implica raptar os mais famosos actores de ficção-científica de sempre e um plano para erradicar 90% da raça humana!

 

Reúne The Secret Service #1-6 - escrito por Mark Millar, com Matthew Vaughn como co-argumentista, e ilustrado por Dave Gibbons.

 

Formato comic, 160 páginas a cores, capa dura.

€13.99
ISBN 9788416510436