Argumento de GRANT MORRISON e arte de FRANK QUITELY, ETHAN VAN SCIVER e IGOR KORDEY

 

O MUNDO ESTÁ A MUDAR... E VAI PRECISAR DOS X-MEN!

 

Cada vez surgem mais mutantes em todo o mundo, nas cidades, nos desertos, nas selvas. E vão precisar de professores, de mentores, de pessoas que consigam ajudá-los a ultrapassar o seu medo e a sua cólera, e mostrar-lhes como usar os seus estranhos talentos de maneira responsável. Mas o maior mentor dos mutantes, o Professor X, está em coma, a morrer, preso no corpo arruinado da sua irmã gémea maléfica... Cassandra Nova possuiu o corpo de Xavier e fugiu em direcção às estrelas, depois da sua confrontação inicial com os X-Men. E agora, uma das mais poderosas mentes mutantes telepatas de sempre vai regressar à Terra - com o poder inteiro do império Shi’ar a apoiá-la!

 

Conseguirão os X-Men deter o seu assalto, quando nem um império interestelar o conseguiu?

 

O segundo volume de Novos X-Men resolve dois grandes arcos de história da saga de Grant Morrison, por um lado o conflito com Cassandra Nova, a irmã gémea do Professor Xavier, com um final surpreendente e que terá importantes consequências para o resto da história dos X-Men, e por outro, inicia uma nova sequência narrativa focada na Corporação X e nas suas actividades pelo mundo em prol dos mutantes, com a introdução de uma das personagens mais inovadoras (e populares) da série, o mutante renegado Fantomex. É, portanto, um volume chave da saga, mas queremos também chamar a atenção para um capítulo intermédio, que serve de transição entre os dois arcos de história, e que é talvez um dos mais belos capítulos soltos dos X-Men de sempre: a história Sobre Viver e Sobre Morrer (correspondente a New X-Men #127).

 

Desenhado por John Paul Leon (com arte-final de Bill Sienkiewicz), este interlúdio foca-se em Xorn, o novo mutante introduzido anteriormente, e é uma reflexão profunda sobre os mutantes e a ideia da “alteridade” no meio da vida normal, e uma reflexão “metatextual” sobre este género de super-heróis, na medida em que mergulha fundo e de maneira realística nas desvantagens dos poderes mutantes, sobretudo daqueles poderes sem grande utilidade prática: poderes meio inúteis, ou nojentos, ou simplesmente inexplicáveis... Como é que as pessoas lidam com a existência dessas “diferenças” incompreensíveis no meio da sua sociedade, como evitam “desumanizar” esses mutantes ainda mais? Morrison está aqui no auge da sua escrita, numa pequena história ao mesmo tempo poética e filosófica, que inova conceptualmente em muito do que é a ideia do mutante no universo Marvel. E mais, chamamos a atenção dos leitores para os diálogos entre Xorn e o Prof. Xavier, já que estão cheios de um potencial terrível quanto ao futuro da saga, como veremos mais tarde! Mas por enquanto, realçamos esta história deste volume, um momento de transição com um desenho excelente e distinto do resto, uma pausa de inteligência e imaginação ainda maiores do que aquelas a que Morrison nos habituou na sua escrita.

 

Reúne os títulos New X-Men #122-133.

 

Formato Comic Deluxe (19x28), 304 páginas a cores, capa dura.

€30.00
ISBN 9788366589056

Argumento de G. WILLOW WILSON e arte de ADRIAN ALPHONA

 

A heroína convidada que todos esperavam: Capitã Marvel e Ms. Marvel enfrentam o fim do mundo lado a lado!

 

Desde o momento em que ganhou os seus poderes e envergou o seu fato, Kamala tem sido permanentemente confrontada com os mais variados desafios. Mas nada a preparou para isto: o colapso do universo Marvel. Felizmente, pode contar com a ajuda de Carol “Capitã Marvel” Danvers! Mas entre juntar-se à sua heroína de sempre para salvar o seu irmão, e tentar impedir que a cidade caia no caos, Kamala mal tem tempo de se dar conta que o mundo se está a desmoronar à sua volta. Mas vai perceber, e terá de decidir: quando o mundo está a acabar, vale a pena continuar a lutar? Kamala sabe a resposta. Vamos a isto, Nova Jérsia!

 

Este é o volume final desta fase da série de Ms. Marvel, e decorre durante o evento Os Últimos Dias, ele próprio parte do conjunto de eventos que concluíram a imensa saga escrita por Jonathan Hickman nas revistas Avengers e New Avengers, em que os vários universos Marvel foram destruídos, culminando na mini-série Secret Wars, antes da reconstrução de um novo universo Marvel. Longe dos heróis mais poderosos e sem participar dos eventos cataclísmicos que ocorreram à sua volta, Kamala Khan mantém-se fiel às suas origens e a todo o pequeno mundo de Nova Jérsia à sua volta, os seus amigos, vizinhos, família, numa história cheia de humor e sensibilidade. A escritora G. Willow Wilson reúne-se aqui com o artista original da série, Adrian Alphona, para um volume visualmente perfeito no seu estilo quase “Miyazaki” que contrabalança perfeitamente o drama destes últimos momentos do universo Marvel.

 

Ms. Marvel é uma das mais prestigiadas e aclamadas séries lançada pela Casa das Ideias nos últimos anos. Nomeada para inúmeros Prémios Eisner, vencedora do Hugo para Melhor Romance Gráfico (2015) e do Prémio de Angoulême para Melhor Série (2016), Ms. Marvel rompeu com muitos dos cânones das aventuras da Marvel da era contemporânea, recuperando alguma da magia original de personagens adolescentes que estão a descobrir os seus poderes enquanto tentam sobreviver num universo confuso e cheio de confrontos! Ao longo dos seus primeiros dez volumes, a série já vendeu mais de MEIO MILHÃO de exemplares em língua inglesa, e tem sido um dos maiores best-sellers da Marvel.

 

“...tocante, divertido, mordaz, e maravilhosamente desenhado...”

- IGN.com

 

G. Willow Wilson é uma escritora americana de prosa, poesia e comics, e fã de longa data de banda desenhada. Depois de um período de introspecção e estudos religiosos, acabou por se converter ao Islão, e viveu vários anos no Egipto, onde ensinou inglês. Praticamente todos os seus livros ganharam prémios: as suas memórias de vida no Egipto, The Butterfly Mosque, foram o Seattle Times Best Book of 2010, o seu primeiro romance gráfico, Cairo (com o artista M.K. Perker, publicado pela Vertigo) foi nomeado como uma das melhores novelas gráficas do ano pelo School Library Journal e o Publishers Weekly, e o seu primeiro romance, Alif the Unseen, venceu o World Fantasy Award. Ms. Marvel foi a mais aclamada e premiada das suas criações, mas tem escrito regularmente para a Marvel e DC/Vertigo.

 

O Canadiano Adrian Alphona foi inicialmente conhecido pela sua criação da série Runaways (juntamente com o escritor Brian K. Vaughan, autor de Saga e de Y O Último Homem), para a Marvel. Depois de alguns anos longe dos comics, tem trabalhado para a Marvel em inúmeros títulos.

 

Reúne os comics Ms. Marvel (2014) #16-19, e materiais retirados de Spider-Man (2008) #7 e 8.

Formato deluxe, capa dura, 120 pgs. a cores.

€13.00
ISBN 9788365938862

Argumento de JASON AARON e arte de RON GARNEY

 

Guerra contra o futuro!

 

O futuro está sob controlo da malévola corporação chamada Roxxon, que impõe a sua lei a um mundo conquistado através do seu exército de ciborgues homicidas, os Deathloks, enviando-os para exterminar todos os super-heróis que se oponham a ela. E o último vestígio de resistência é um pequeno bando paramilitar liderado por Logan, o homem que já foi conhecido como Wolverine...

 

Os Deathloks começam também a surgir no presente, em busca de super-heróis já estabelecidos ou ainda desconhecidos - para os exterminarem com violência máxima. E depois de eliminarem os primeiros, o próximo nome na sua lista não é outro senão o do Capitão América. Para impedir a ascensão da Roxxon e o massacre final de todos os heróis do mundo, Wolverine vai ter de juntar forças com uma misteriosa mulher que parece possuir um conhecimento inexplicável sobre a distopia futura. Logan não vai desistir até conseguir deter os Deathloks, mas que esperança resta de impedir um futuro que parece já ter acontecido?

 

O volume final da série Wolverine Arma X, escrita por Jason Aaron, um dos mais aclamados escritores de comics actuais (Thor, Scalped, Southern Bastards). Esta série foi a primeira série em continuação que escreveu para a Marvel, e uma das que lhe granjeou maior sucesso. Arma X foi criada como uma série de histórias talvez um pouco mais violentas do que o costume, e quase completamente separadas do universo Marvel e da sua cronologia regular (mesmo que ocasionalmente apareçam outra personagens). Uma série que é, portanto, ideal para leitores e fãs dos super-heróis da Marvel mais casuais.  “Queria estabelecer uma continuidade minha, que fosse própria a este título, e queria focar-me em contar histórias menos dependentes do longo passado de Logan, boas para pessoas que não estivessem familiarizadas com esse passado”, disse Aaron.

 

Ron Garney, o artista principal deste volume e que tinha já desenhado o primeiro volume da série, é um famoso desenhador de comics de super-heróis, e esta série foi a primeira vez que colaborou com Aaron, colaboração que levou mais tarde ao livro que a G. Floy já editou em Portugal, Men of Wrath/Má Raça. Ron Garney é um dos mais míticos artistas de comics da Marvel, na qual destacamos uma fase de grande sucesso do Capitão América.

 

A série termina num capítulo final, O Fim do Princípio (o #16 da série original), uma história melancólica e auto-conclusiva, em que Wolverine tem de enfrentar a realidade da morte de um dos seus companheiros. Este capítulo é desenhado pelo italiano David Gianfelice, veterano dos fumetti (em particular na série John Doe e de Dylan Dog, da Bonelli) e com uma obra importante nos comics, entre a qual poderemos destacar a série Northlandes, na Vertigo, e o primeiro arco de O Círculo de Júpiter de Mark Millar, que a G. Floy acaba de publicar em Portugal.

 

Reúne os números #11-16 da série Wolverine: Weapon X.

Formato comic deluxe (19 x 28), capa dura, 144 pgs. a cores.

€15.00
ISBN 9788365938701

Argumento de GRANT MORRISON e arte de FRANK QUITELY, ETHAN VAN SCIVER, IGOR KORDEY, e LEINIL FRANCIS YU

 

Dezasseis milhões de mutantes mortos... e isso foi só o princípio!

 

O escritor Grant Morrison, uma das lendas dos comics modernos, mudou de maneira definitiva e arrojada a saga imensa dos X-Men com esta série que marcou para sempre a nossa visão dos mutantes da Marvel: Novos X-Men! Começando numa terrível conspiração e na destruição da ilha de Genosha, lar do homo superior, introduzindo mudanças como a substituição dos antigos fatos de licra por elegantes blusões de cabedal, e toda uma nova geração de mutantes muito diferentes, mas bem ancorados num grupo central forte, Novos X-Men é uma das mais imaginativas e épicas sagas de sempre de Grant Morrison.

 

É difícil exagerar o impacto que esta saga teve nos leitores da altura, e particularmente num período que se seguiu aos eventos traumáticos do 11 de Setembro, e como ela funcionou de maneira “evolutiva” para Morrison, levando-o a criticar os vários projectos utópicos que historicamente marcaram o seu pensamento e a reafirmar a sua convicção de que a solução para uma vida melhor reside nos indivíduos e na maneira como eles se conseguem relacionar de maneira positiva.

 

Alguns críticos viram em Novos X-Men uma continuação das reflexões que o autor tinha iniciado em The Invisibles, algo que o próprio reconhece. No seu Manifesto (publicado neste volume), Morrison afirma: “Esta história não é bem sobre super-heróis mas sobre um conflito evolucionário que existe entre o que é novo/bom e velho/mau. Os X-Men representam todos os rebeldes adolescentes que querem mudar o mundo e torná-lo melhor. E a humanidade são os adultos que se agarram ao passado e tentam destruir o futuro, apesar de colocarem nele todas as suas esperanças”. Os jovens são idealistas, românticos e rebeldes, desejosos de romper com tudo o que está errado no mundo, e a Revolução, quando chega, é uma ruptura terrível no tecido da história. Essa ruptura é reflectida no capítulo inicial de Novos-Men, que coloca em cena essa raça minoritária dotada de poderes tremendos, e que por causa desses mesmos poderes é temida e odiada pela maioria da população normal do mundo. Até o adjectivo Novos colocado á frente de X-Men implica que tudo o que veio antes é “velho”, e num só momento eles são “transformados de heróis que respondem de maneira passiva ao que os confronta, em agentes de uma revolução social e política, os arquitectos de uma utopia futura”  (como diz Darragh Green em Here Comes Tomorrow: The Ethics of Utopianism in Grant Morrison's New X-Men).

 

São os nove capítulos iniciais desta imensa e popular saga dos mutantes da Marvel que durou 40 números - e que a G. Floy editará em 4 volumes - que os leitores podem agora redescobrir numa edição nova. Originalmente editada pela Devir de maneira incompleta, esta série junta-se a mais duas que editámos e que consideramos como marcos imperdíveis da história dos X-Men (Astonishing X-Men e Uncanny X- Force). Abram portanto o livro, e contemplem a cena inicial... trinta mil anos no passado, um grupo de homo sapiens massacra um grupo de neandertais, sob o olhar da misteriosa Cassandra Nova, uma nova personagem que irá colocar em movimento um enredo terrível...

 

Reúne os títulos New X-Men #114-121, o Annual 2000 e o célebre Manifesto de Grant Morrison para os X-Men.

 

Formato Comic Deluxe (19x28), 248 páginas a cores, capa dura.

€25.00
ISBN 9788365938831

Argumento de CULLEN BUNN e arte de SALVA ESPÍN

 

DEADPOOL VAI ATRÁS DO ALVO FINAL: ELE PRÓPRIO!

 

Um número infindável de mundos alternativos está em perigo quando um Deadpool fora de controlo e consciente da sua existência como personagem fictícia decide destruir-se a si mesmo e a toda a realidade, acabando com os progenitores do universo – todos os outros Deadpools pelo multiverso fora!

 

Começou a guerra dos mundos, quando todas as versões do Mercenário Desbocado do universo têm de escolher de que lado vão lutar nesta campanha sangrenta contra a realidade. O nosso mercenário e mutante, violento, malcriado, com mau sentido de humor e factor de cura, vai atalhar caminho pelo universo à pancadaria, explodindo cabeças e destruindo planetas, na companhia dos nossos heróis favoritos: Dogpool, Lady Deadpool, o recém-chegado Pandapool, o Deadpool Dinosauro e muitas mais personagens bizarros e malucos!

 

O escritor Cullen Bunn regressa ao universo tresloucado de Deadpool, desta vez acompanhado do artista espanhol Salva Espín, para mais uma tentativa homicida de eliminar de uma vez por todas os realidade do universo Marvel, desta vez matando todos os Deadpools existentes no multiverso!

 

Deadpool Mata Deadpool é o terceiro volume da bizarra e cruelmente sarcástica série de aventuras que Cullen Bunn construiu, uma divertida exploração do universo meta-ficcional que se tornou a especialidade do mutante mercenário, o mestre de romper a “quarta parede”! Depois de se dar conta de que é uma personagem ficcional, e depois de tentar exterminar todos os heróis e vilões de todos os universos da Marvel, e todas as personagens da literatura que poderiam servir de inspiração para as suas aventuras, Deadpool percebe que só lhe resta uma possibilidade de destruir a existência absurda em que vive, de ser continuamente morto e ressuscitado num ciclo contínuo... matar todos os Deadpools do universo, porque talvez seja ele que está a criar esses mundos todos na sua cabeça!

 

Aviso: Não é para putos sensíveis e queixinhas! Vai haver sangue, pedaços de cérebro e órgãos espalhados pelas páginas deste livro...

 

Reúne os números #1-4 de Deadpool Kills Deadpool.

Formato deluxe (19 x 28), capa dura, 96 pgs. a cores.

€12.00
ISBN 9788365938633

Argumento de WARREN ELLIS e arte de SIMONE BIANCHI e PHIL JIMENEZ

 

Um volume totalmente auto-contido da série Astonishing X-Men, com duas histórias completas escritas por um dos grandes argumentistas dos comics!

 

Warren Ellis continua a saga iniciada por Joss Whedon, Astonishing X-Men, num conjunto de histórias que irão mergulhar os X-Men num rodopio de acontecimentos marcados pela ficção científica que o autor britânico tão bem maneja: mundos paralelos, manipulação genética, mutantes artificiais, tudo enquanto tentam salvar a raça mutante da destruição depois do Dia-M. Com a fabulosa arte pintada de Simone Bianchi na primeira história, e o estilo clássico dos super-heróis de Phil Jimenez na segunda.

 

Caixa Fantasma Depois de serem chamados para resolver um crime bizarro, os X-Men descobrem que a vítima era um mutante... mas produzido artificialmente. A equipa terá de ir em perseguição da misteriosa Caixa Fantasma, que encerra um segredo tremendo. Exogenético Os X-Men vêem-se mergulhados numa série de batalhas imprevisíveis: atacados por mísseis, por membros da temível Ninhada, por Sentinelas estranhos, recheados de seres vivos, e um monstro gigante, os X-Men irão dar-se conta de que estão a lutar contra um inimigo que os quer erradicar do planeta!

 

Os eventos do Livro Três decorrem pouco depois do Dia-M, quando a Feiticeira Escarlate desactivou os genes-X de milhões de mutantes, deixando apenas 198 indivíduos com os seus poderes (contado em Dinastia de M, editado pela Levoir). Os X-Men estão agora instalados num novo quartel-general, em São Francisco, com uniformes e equipamento novos, e o líder da equipa, Ciclope, decidiu dedicar-se inteiramente a proteger o pequeno e frágil grupo de mutantes por todos os meios necessários e possíveis.

 

Warren Ellis é um dos mais talentosos argumentistas britânicos que “invadiu” os comics americanos no início dos anos 90, e é conhecido pela sua preferência por histórias com um forte cariz de ficção-científica, utilizando ideias sobre tecnologias futuras ou sobre mudanças sociais ou utópicas, mas também pelo seu lado desconstrucionista do género dos super-heróis. Nesta série, Ellis cria uma história intemporal dos X-Men, ancorada nos eventos mais recentes da série, sem cair nas complicações da continuidade. Uma história perfeitamente legível por leitores mais casuais!

 

Neste volume, Ellis é acompanhado pelo talento de dois ilustradores tremendos, o italiano Simone Bianchi, na primeira história (Caixa Fantasma), e o veterano Phil Jimenez, um dos mais conhecidos artistas de sempre dos comics, na segunda história (Exogenético). Bianchi tem aqui um dos seus melhores desempenhos, e alia o seu estilo de arte pintada a um enorme sentido de planificação, com páginas que usam simetrias de forma e de cor para construir verdadeiras obras de arte. E Jimenez brilha com o seu estilo clássico e visceral, e justifica a sua fama como um dos principais ilustradores de “batalhas de super-heróis”, num contraste interessante para os leitores com a arte de Bianchi.

 

A história Caixa Fantasma foi originalmente editada no nosso país pela Levoir no volume 7 da colecção Poderosos Heróis Marvel (2015) que inclui também o especial Ghost Boxes #1, a história Exogenético e o especial Ghost Boxes #2 eram inéditos em Portugal.

 

Reúne os comics ASTONISHING X-MEN #25-35 e ASTONISHING X-MEN: GHOST BOXES #1-2.

Álbum, formato deluxe (19 x 28), 312 pgs a cores, capa dura.

€28.00
ISBN 9788365938602

Argumento de G. WILLOW WILSON e arte de TAKESHI MIYAZAWA e ELMO BONDOC

 

Kamala Khan enfrenta uma nova e aterrorizadora ameaça, os seus sentimentos!

 

O amor chegou a Nova Jérsia, é Dia dos Namorados, e ninguém fica imune. E se Kamala Khan está proibida de ir à festa da sua escola, ninguém vai conseguir impedir a fantástica Ms. Marvel de aparecer de surpresa! Especialmente se está em causa conseguir derrotar o mais trapaceiro dos seus inimigos. Mas preparem-se também para drama! Intriga! Suspense! Romance! Pancadaria da grande! O misterioso forasteiro que surge na vida de Kamala é lindo, e ela parece estar... apanhada! Continua a série aclamada em que Kamala Khan nos prova mais uma vez que é a melhor (e mais adorável) da nova geração de super-heróis Marvel.

 

Ms. Marvel é uma das mais prestigiadas e aclamadas séries lançada pela Casa das Ideias nos últimos anos. Nomeada para inúmeros Prémios Eisner, vencedora do Hugo para Melhor Romance Gráfico (2015) e do Prémio de Angoulême para Melhor Série (2016), Ms. Marvel rompeu com muitos dos cânones das aventuras da Marvel da era contemporânea, recuperando alguma da magia original de personagens adolescentes que estão a descobrir os seus poderes enquanto tentam sobreviver num universo confuso e cheio de confrontos! Ao longo dos seus primeiros dez volumes, a série já vendeu mais de MEIO MILHÃO de exemplares em língua inglesa, e tem sido um dos maiores best-sellers da Marvel.

 

“Os leitores já descobriram a habilidade com que a escritora G. Willow Wilson retrata a sua heroína, Kamala Khan, Ms. Marvel, uma super-heroína que de dia é uma adolescente muçulmana de Nova Jérsia. Quatro características que podem fazer qualquer um, no nosso mundo ou no dela, duvidar dos seus poderes!”

Emily Barton - New York Times

 

G. Willow Wilson é uma escritora americana de prosa, poesia e comics, e fã de longa data de banda desenhada. Depois de um período de introspecção e estudos religiosos, acabou por se converter ao Islão, e viveu vários anos no Egipto, onde ensinou inglês. Praticamente todos os seus livros ganharam prémios: as suas memórias de vida no Egipto, The Butterfly Mosque foram o Seattle Times Best Book of 2010, o seu primeiro romance gráfico, Cairo (com o artista M.K. Perker, publicado pela Vertigo) foi nomeado como uma das melhores novelas gráficas do ano pelo School Library Journal e o Publishers Weekly, e o seu primeiro romance, Alif the Unseen, venceu o World Fantasy Award. Ms. Marvel foi a mais aclamada e premiada das suas criações, mas tem escrito regularmente para a Marvel e DC/Vertigo.

 

Neste volume é acompanhada por Takeshi Miyazawa, um artista de origem canadiana e japonesa, que incorpora um estilo mangá muito pronunciado nos seus livros (ajudou a inaugurar a linha Tsunami da Marvel, que apresentava sagas em estilo mangá, incluindo Runaways, de Brian K. Vaughan, que ele ilustrou), e Elmo Bondoc, um artista que tem trabalhado para a Marvel, principalmente em Ms. Marvel e Deadpool, entre outras séries.

 

Reúne os comics Ms. Marvel #12-15 e S.H.I.E.L.D. #2.

Formato deluxe, capa dura, 112 pgs. a cores.

€13.00
ISBN 9788365938527

Argumento de BRIAN MICHAEL BENDIS e arte de MICHAEL GAYDOS

 

Uma nova série da personagem que inspirou as séries da Netflix, pelos criadores originais!

 

Jessica Jones está de regresso ao seu escritório, nas investigações Alias... mas sem saber do seu marido e da sua filha, e, perseguida pelos mistérios dos mais recentes acontecimentos do Universo Marvel, Jessica vai descobrir um segredo inesperado e aterrador. Será este caso demasiado complexo e perigoso, até para ela? Uma investigação que se arrisca a destruir o pouco que resta da vida que ela tinha construído para si mesma... Conseguirá ela juntar de novo os pedaços estilhaçados dessa vida, ou será tarde demais? Os criadores originais de Jessica Jones, Brian Michael Bendis e Michael Gaydos, juntam a sua heroína, a família dela, a S.H.I.E.L.D. e Maria Hill numa surpreendente nova aventura.

 

Brian Michael Bendis, um dos mais conhecidos argumentistas de comics nos EUA, regressou em 2016 à personagem que tinha criado há tantos atrás para a linha Marvel MAX, juntando-se com o artista original da série, Michael Gaydos, para contar mais uma mão-cheia de histórias da célebre detective privada, Jessica Jones, e neste volume, talvez consigamos descobrir a resolução da vida privada dela com Luke Cage e a filha de ambos!

 

A edição da G. Floy inclui um caderno extra com uma extensa selecção de capas alternativas.

 

JESSICA JONES vol. 2: OS SEGREDOS DE MARIA HILL

Brian Michael Bendis e Michael Gaydos

Reúne os números 7 a 12 de Jessica Jones (2016).

Álbum, formato comic, 144 pgs a cores, capa dura.

€14.00
ISBN 9788365938497

WOLVERINE ARMA X vol. 2: DEMENTE

Argumento de JASON AARON e arte de YANICK PAQUETTE


Desde a sua juventude que Wolverine tem sido tudo menos normal, enquanto viaja pelo mundo e se apaixona, ou se envolve em conflitos e perde o seu amor, no meio da mais antiga das profissões: assassino implacável. Mas, mesmo depois de um século desta vida brutal, conseguiu reflectir sobre as suas memórias, e finalmente, entender verdadeiramente quem ele é... e aquilo que ele é.

Mas agora perdeu tudo isso, memórias e compreensão, e está preso numa cela acolchoada, num asilo para loucos como nenhum outro. Sem memória de quem é, ou de como ali chegou, Wolverine está a mercê do misterioso Dr. Rottwell e dos seus guardas sádicos. E, enquanto Wolverine luta para descobrir quem ele realmente é, e como foi parar a um sanatório cheio de assassinos psicopatas, torna-se claro que os objectivos do Dr. Rottwell são tudo menos altruístas. Conseguirá Wolverine voltar aos seus sentidos antes de sucumbir a uma das terríveis curas do doutor?

Se o primeiro volume de Arma X era como um filme de acção intenso, o segundo volume é um filme de terror ainda mais intenso!

Jason Aaron é um dos mais aclamados escritores de comics actuais (Thor, Scalped, Southern Bastards), e Wolverine Arma X foi a primeira série em continuação que escreveu para a Marvel, e uma das que lhe granjeou maior sucesso. Jason Aaron pensou esta série "Arma X" como uma espécie de Marvel MAX, uma série de histórias talvez um pouco mais violentas do que o costume, e quase completamente separadas do universo Marvel e da sua cronologia regular (mesmo que ocasionalmente apareçam outra personagens). Uma série que é, portanto, ideal para leitores e fãs dos super-heróis da Marvel mais causais.

O Canadiano Yanick Paquette é um dos mais prestigiados artistas de comics actuais, com obras publicadas na maioria das grandes editoras americanas, e trabalhou em inúmeras séries de super-heróis, incluindo X-Men, Gambit, Liga da Justiça, Mulher Maravilha e muitas mais. Em Portugal, está editado um dos seus mais aclamados trabalhos, Mulher-Maravilha: Terra Um (com argumento de Grant Morrison), que lhe valeu um prémio Shuster (um prémio que distingue o trabalho de criadores Canadianos nos comics).

 

Reúne os números #6-10 da série Wolverine: Weapon X.

Formato comic deluxe (19 x 28), capa dura, 120 pgs. a cores.

€13.00
ISBN 9788365938473

Argumento de DUANE SWIERCZYNSKI, desenho de TRAVEL FOREMAN et. al.

 

DESCUBRAM OS SEGREDOS DA ÚLTIMA DAS CIDADES DO CÉU!

 

Se pensam que sabem tudo o que há para saber sobre as tradições imemoriais do Imortal Punho de Ferro, pensem outra vez! Os mistérios vão-se adensando no volume final desta saga que nos revelou o mito e a lenda da personagem, e que nos vai agora revelar o seu destino. Será verdade que nenhum Punho de Ferro vive para além dos seus 33 anos? Que maldição persegue os heróis ao longo dos séculos? E qual o significado profundo da ameaça de Xao? E se as respostas a essas perguntas acabarem por levar Danny Rand e os seus companheiros até a mítica e secreta Oitava Cidade do Céu, conseguirão eles sobreviver? A conclusão da tremenda saga do Imortal Punho de Ferro.

 

O escritor Duane Swiercynski (autor de romances policiais e inúmeras séries de comics, como Cable ou Birds of Prey) e o artista Travel Foreman, assinam o volume final desta história que nos levou ao longo dos séculos, do passado das artes marciais a um presente de super-heróis.

 

Swiercynski teve a difícil tarefa de continuar a saga iniciada por Ed Brubaker e Matt Fraction, e neste volume reunimos os últimos dois arcos de história que ele assina como conclusão da saga: O Mortal Punho de Ferro, que continua no ponto em que Brubaker e Fraction tinham encerrado o volume anterior, e que coloca um final na história e resolve a questão que Danny Rand tinha adivinhado, de saber se de facto todos os Punhos de Ferro morriam aos 33 anos. E um arco de história, que dá o título ao volume, que volta àquilo que tinha sido insinuado no início de toda a história, no primeiro volume: a sugestão de que existe uma misteriosa Oitava Cidade para além das sete Capitais do Céu, e que ela encerra a chave para entender a história das Capitais, e para conseguir finalmente as mudanças necessárias à sua sobrevivência no futuro... resolvendo as partes mais tenebrosas do seu passado.

 

A conclusão da saga do Punho de Ferro que inspirou a série de TV da Netflix.

 

“Duane Swiercynski confirma que foi uma excelente escolha para continuar o trabalho de Brubaker e Fraction como escritor na série, e consegue provar-nos que ela não é uma excepção ou acidente, e que Danny Rand é um herói capaz de justificar que se continuem a contar histórias dele durante muitos e muitos anos.”

Jesse Schedeen - IGN

 

Contém material originalmente publicado pela Marvel em formato comic como IMMORTAL IRON FIST #17-20, 22-23, 25-27 e material de I AM AN AVENGER #1.

 

Formato comic deluxe (19 x 28), cores, 228 capa dura, pgs.

€20.00
ISBN 978-83-65938-42-8

Argumento de RICK REMENDER e arte de MIKE McKONE, PHIL NOTO, JULIAN TOTINO TEDESCO, DAVE WILLIAMS e JEROME OPEÑA

 

O FINAL DA SAGA DE RICK REMENDER!

 

Será o final da X-Force? A equipa dos mutantes da X-Force é confrontada com o seu fim, e depois dos tremendos sacrifícios que tiveram de fazer, dois dos seus membros abandonaram o grupo. E é neste momento, o pior da sua história, que são atacados por uma nova Irmandade dos Mutantes, mais perigosa do que nunca, um ataque que irá atingir a própria justificação da sua existência, e que levará a X-Force a um terrível mundo paralelo distópico, que colocará em questão tudo aquilo em que acreditavam.

 

O quarto e último volume de Uncanny X-Force completa a saga escrita por Rick Remender, levando à sua conclusão final a história do grupo secreto de mutantes que Wolverine decidiu juntar para enfrentar as maiores ameaças aos mutantes, usando quaisquer meios, mesmo aqueles que um grupo de super-heróis nunca deveria usar!

 

Tudo começou em A Solução Apocalipse, o primeiro volume da saga, quando Fantomex matou a criança que estava destinada um dia a tornar-se no mutante Apocalipse, numa decisão que chocou e revoltou os seus colegas. Ao longo dos volumes seguintes, a X-Force foi confrontada com as ramificações desse acto inicial, e a surpreendente decisão de Fantomex de clonar a criança Apocalipse em segredo, numa espécie de teste da ideia de “cultura vs. natureza”, para descobrir se ele poderia ser criado sem se tornar necessariamente maléfico.

 

Foram 35 números de um comic que redefiniram algumas das personagens-chave dos X-Men, dando-lhes uma evolução em termos de personalidade que iria marcar as sagas futuras, e deixando-os constantemente a questionar em que é que se iriam tornar no final, se em heróis ou vilões. Neste arco de história final, Rick Remender reúne um verdadeiro grupo dos inimigos de  “maior sucesso” dos X-Men, para uma confrontação final, numa saga que é uma extensa série de combates com algumas mortes surpreendentes, e outras conclusões inovadoras, e nalguns casos, trágicas. De assinalar as notáveis páginas assinadas por Phil Noto, um artista nem sempre reconhecido no mundo dos super-heróis.

 

Rick Remender, um dos mais brilhantes argumentistas contemporâneos, concebeu esta série que teve um sucesso imenso, sobre uma equipa secreta de X-Men que funciona como um grupo de assassinos mutantes, constituída por Wolverine, Psylocke, Arcanjo, Fantomex e Deadpool.

 

Os fãs podem finalmente completar a lombada dos quatro volumes!

 

UNCANNY X-FORCE Vol. 3: EXTRAMUNDO

Reúne os números #25-35 de Uncanny X-Force (Uncanny X-Force: Final Execution) e material de Wolverine: Dangerous Games #1 e Deadpool #1000

 

Formato Comic Deluxe (19x28), 264 páginas a cores, capa dura.

€20.00
ISBN 9788416510986

Argumento de CULLEN BUNN e arte de MATTEO LOLLI

 

Deadpool abre caminho à katanada pelos anais da literatura!

 

Depois de ter morto o Universo Marvel, o Mercenário Desbocado decide ir atrás dos maiores clássicos da literatura!

 

E o que é que as grandes personagens da história literária podem fazer para deter Deadpool? Que hipótese terão o Capitão Ahab e Moby Dick, os Três Mosqueteiros ou D. Quixote, Tom Sawyer e Sherlock Holmes, contra um mercenário mutante feroz e chateado como sei lá o quê? Para quê ler os livros deles, se podem vê-los morrer nas páginas desta banda desenhada? A literatura acaba aqui, nas páginas deste Deadpool louco!

 

O escritor Cullen Bunn regressa ao universo tresloucado de Deadpool, desta vez acompanhado do artista Matteo Lolli, para mais uma tentativa homicida de eliminar de uma vez por todas os grandes heróis da ficção literária!

 

Deadpool Mata os Clássicos é a sequela de Deadpool Mata o Universo Marvel, um dos maiores sucessos da Marvel (com mais de meio-milhão de exemplares vendidos) e uma divertida exploração do universo meta-ficcional que se tornou a especialidade do mutante mercenário, o mestre de romper a “quarta parede”! Depois de se dar conta que é uma personagem ficcional, e depois de tentar exterminar todos os heróis e vilões de todos os universos da Marvel, Deadpool percebe que se trata de um empreendimento sem fim, porque existem sempre novas histórias para contar e a inspiração vai criar novos universos de super-heróis... por isso, é preciso eliminar essa inspiração dos autores da Marvel, e exterminar todas as personagens da literatura que possam servir de inspiração para sempre!

 

Aviso: Não é para putos sensíveis!

 

 

DEADPOOL MATA OS CLÁSSICOS

Reúne os números #1-4 de Deadpool Killustrated.

Formato deluxe (19 x 28), capa dura, 96 pgs. a cores.

€12.00
ISBN 9788793576063

Argumento de MATT FRACTION & ED BRUBAKER, desenho de DAVID AJA, TRAVEL FOREMAN, KHARI EVANS, et. al.

 

DESCUBRAM OS PUNHOS DE FERRO QUE VIVERAM ANTES DE DANNY RAND!

 

Houve sessenta e seis homens e mulheres que atingiram o estatuto de Punho de Ferro ao longo das eras – sessenta e seis homens e mulheres de grande coragem e habilidade, com enorme capacidade de sacrifício, que se interpuseram entre a humanidade e as forças tremendas do Mal. Neste volume, encontrarão quatro contos retirados do grande Livro do Punho de Ferro, as histórias de quatro de entre eles – Wu Ao-Shi, a Rainha Pirata da Baía de Pinghai; Bei Bang-Wen, o feroz Punho de Ferro do ano 1860; Orson Randall, o Punho de Ferro da Era Dourada dos Pulps; e Danny Rand, o Punho de Ferro de hoje. Encontrarão também a conclusão da saga iniciada nos volumes anteriores, e, como bónus... A Origem de Danny Rand, o comic que lançou a personagem, pelas mãos de Roy Thomas, Len Wein, Gil Kane e Larry Hama!

 

Dois dos maiores argumentistas da actualidade, Matt Fraction (Hawkeye, Criminosos do Sexo) e Ed Brubaker (Capitão América: Soldado do Inverno, Fatale, Velvet, The Fade Out) juntam forças com uma mão-cheia de artistas, entre os quais David Aja, Leandro Fernandez, Nick Dragotta, Travel Foreman, entre outros, para nos contar as histórias de Punhos de Ferro dos tempos passados, uma saga de artes marciais como nenhuma outra, que se estende ao longo de mil anos!

 

“Mil vezes melhor do que parecia que ia ser, uma combinação de artes marciais, conspirações, legados heróicos e cidades místicas que se fundem num choque de entretenimento tremendo!”

Greg McElhatton - Comic Book Resources

 

Este volume encerra a fase escrita por estes dois nomes maiores dos comics, Ed Brubaker e Matt Fraction, que mudaram a mitologia do Punho de Ferro de maneira definitiva e convincente, criando todo o universo das Cidades Celestiais e dos Punhos de Ferro do passado. Inclui algumas histórias soltas dos Punhos de Ferro que antecederam Danny Rand, e como bónus reedita a origem da personagem, pela equipa original de Roy Thomas, Len Wein, Gil Kane e Larry Hama. E, embora a saga fique quase, quase completa... teremos um quarto volume de Imortal Punho de Ferro em 2019, que resolverá o mistério da Oitava Cidade!

 

As novas aventuras do herói que inspirou a série de TV da NETFLIX!

 

A série Imortal Punho de Ferro foi nomeada para o Prémio Eisner de melhor Nova Série em 2008, e ajudou Ed Brubaker a conquistar o Eisner como Melhor Argumentista no mesmo ano. David Aja ganhou nesse mesmo ano o Prémio Eagle para Melhor Novo Artista.

 

Inclui os números Immortal Iron Fist #7 e #15-16, Immortal Iron Fist: Orson Randall and the Green Mist of Death e Immortal Iron Fist: The Origin of Danny Rand.

Formato comic deluxe (18,5 x 28), cores, capa dura, 160 pgs.

€15.00
ISBN 9788416510825

Argumento de ED BRUBAKER & MATT FRACTION, desenho de DAVID AJA, DAN BRERETON, HOWARD CHAYKIN, et. al.

 

Começou a batalha pela eternidade no coração dos céus! Uma vez em cada geração, as Sete Cidades Capitais do Céu alinham-se num plano dimensional longe do mundo dos mortais. E é para lá que as cidades enviam os seus Guerreiros Imortais para competir uns contra os outros num torneio para acabar com todos os torneios, e foi para lá que Daniel Rand foi enviado e desapareceu no seu momento mais negro. Gerações de guerreiros místicos e tradições marciais ancestrais esperam pela sua oportunidade de provar que têm o melhor kung fu - ao Imortal Punho de Ferro! Em jogo estão a vida de um amigo seu, a herança do seu pai e mentor, e o futuro de K'un-Lun. E apesar dos tremendos novos poderes que lhe foram revelados pelo misterioso Orson Randall, estará Daniel Rand preparado quando o torneio chamar o seu nome?

 

Alguns dos maiores criadores de comics actuais, os escritores Ed Brubaker (Capitão América: Soldado do Inverno, Fatale, Velvet) e Matt Fraction (Hawkeye, Criminosos do Sexo) e o espanhol David Aja (Hawkeye) juntam forças para nos trazer o segundo volume de uma saga de artes marciais como nenhuma outra - uma história do Punho de Ferro imbuída de mito, lenda, magia e aventura.

 

São secundados neste volume por alguns artistas convidados, de entre os quais podemos destacar sobretudo Dan Brereton (The Nocturnals, Batman: Thrillkiller), que com o seu excelente estilo pintado ilustra as cenas passadas nos anos 30, que envolvem o Punho de Ferro anterior a Danny Rand, e Howard Chaykin (American Flagg!, Black Kiss) um dos maiores nomes dos comics da actualidade, que desenha um dos capítulos do Annual que integra este volume.

 

As novas aventuras do herói que inspirou a série de TV da NETFLIX!

 

Aventura e acção à moda antiga combinam-se com uma sensibilidade bem moderna neste livro que nos conta as novas histórias do herói da Marvel dos anos 70.”

- Entertainment Weekly

 

A série Imortal Punho de Ferro foi nomeada para o Prémio Eisner de melhor Nova Série em 2008, e ajudou Ed Brubaker a conquistar o Eisner como Melhor Argumentista no mesmo ano. David Aja ganhou nesse mesmo ano o Prémio Eagle para Melhor Novo Artista.

 

Inclui os números Immortal Iron Fist #8-14 e Annual #1.

 

Formato comic deluxe (18,5 x 28), cores, capa dura, 216 pgs.

€17.00
ISBN 9788416510603

Argumento de ED BRUBAKER & MATT FRACTION, desenho de DAVID AJA

 

A ARMA VIVA REGRESSA!

 

Depois de ficar órfão e ser educado na cidade mística de K'un-Lun, Daniel Rand regressou à América vestindo o manto místico do Punho de Ferro, o mestre de artes marciais - mas nem toda a sua habilidade de kungfu o poderá ajudar a encontrar o seu lugar no mundo moderno. Perseguido pelo governo na sua identidade de Punho de Ferro, e submergido pelas responsabilidades da corporação multi-bilionária que herdou como Danny Rand, o jovem guerreiro luta não só para se salvar, mas para se encontrar a si mesmo - mas depois de descobrir que o legado de séculos do Punho de Ferro contém mais segredos que ele alguma vez tinha imaginado, a sua tarefa parece quase impossível.

 

As novas aventuras do herói que inspirou a série de TV da NETFLIX!

 

Aventura e acção à moda antiga combinam-se com uma sensibilidade bem moderna neste livro que nos conta as novas histórias do herói da Marvel dos anos 70.”

- Entertainment Weekly

 

Ed Brubaker é um dos mais aclamados escritores de comics actuais, responsável por muitas séries de sucesso (e um dos argumentistas preferidos da G.Floy, que já editou dele Fatale e Velvet, e se prepara para lançar The Fadeout em 2018). Por várias vezes, pegou em personagens e reformulou-as de maneira inovadora: conseguiu-o com os detectives de Gotham (em Gotham Central), com o universo da Wildstorm em Sleeper, com o Capitão América e Rick Jones em O Soldado do Inverno, e mesmo com o surreal Sandman Presents: Dead Boy Detectives, que pega em duas personagens muito menores da série principal e as transforma em protagonistas da sua própria aventura. E repetiu a façanha com o Punho de Ferro, apoiado por outro grande argumentista, Matt Fraction (que escreveu partes da história, sobretudo as que se passam em tempos antigos com outros Punhos de Ferro).

 

Onde o Punho de Ferro tinha nascido do fascínio dos anos 70 pelo kungfu e por Bruce Lee, aliado aos filmes de blaxploitation na figura de Luke Cage, o eterno aliado do Punho de Ferro (os Heróis de Aluguer!) e uma das principais personagens afro-americanas da Marvel, Brubaker vai tentar redefinir a personagem para a época moderna. Em primeiro lugar, Danny Rand é um bilionário: o que é que isso significa para a personagem? E sabíamos que já tinham existido outros Punhos de Ferro no passado, mas... quantos? Brubaker e Fraction mergulham no passado dos Punhos de Ferros, constroem uma verdadeira mitologia, mostram-nos Punhos de Ferro do passado distante (e não tão distante), apresentam-nos as Sete Cidades Celestes e mesmo os mestres sobrenaturais de Danny Rand, numa aventura que redefine literalmente o herói.

 

São aqui secundados pelo artista espanhol David Aja, cujo estilo directo e contido é perfeito para equilibrar as cenas de calma, mistério ou narração, com as de acção. Aja tinha já trabalhado nalguns comics soltos com Brubaker (no Demolidor), mas a saga do Imortal Punho de Ferro foi o seu primeiro passo para se transformar num dos mais conhecidos desenhadores actuais, estatuto que ele confirmou mais tarde na sua premiadíssima fase da série Hawkeye, com argumento do mesmo Matt Fraction com que trabalhou neste volume (e que lhe valeu vários Eisners).

 

A série Imortal Punho de Ferro foi nomeada para o Prémio Eisner de melhor Nova Série em 2008, e ajudou Ed Brubaker a conquistar o Eisner como Melhor Argumentista no mesmo ano. David Aja ganhou nesse mesmo ano o Prémio Eagle para Melhor Novo Artista.

 

Inclui os números #1-6 de Immortal Iron Fist e Civil War: Choosing Sides #1

 

Formato comic deluxe (18,5 x 28), cores, capa dura, 160 pgs.

€14.99
ISBN 9788416510467

Argumento de BRIAN MICHAEL BENDIS e arte de MICHAEL GAYDOS

 

As aventuras da Vingadora que se tornou detective privada continuam com mais um caso complexo, que explora o submundo do universo Marvel! Quando era super-heroína, Jessica Jones vivia atormentada pela sua falta de auto-estima e incapacidade de dominar os seus poderes, e despiu a capa quando percebeu que seria sempre considerada uma super-heroína de segunda.

 

Convertida em detective privada implacável, Jessica encontra uma misteriosa rapariga vestida de Homem-Aranha escondida no seu apartamento... que foge a voar antes que ela possa falar com ela. Pelos seus contactos, Jessica percebe que ela é Mattie Franklin, a.k.a. a Mulher-Aranha, uma super-heroína adolescente com uma ligação pessoal a J. Jonah Jameson, do Clarim Diário. Mas Mattie está em perigo, e com a ajuda inesperada de Jessica Drew - a Mulher-Aranha original - terá de tentar salvá-la.

 

No terceiro volume da série, Brian Michael Bendis lança Jessica Jones nos baixos-fundos da vida dos super-heróis menos famosos e com menos sucesso do universo Marvel, e cria uma das histórias mais fortes de Alias, num registo que explica a razão pelo qual ele foi um dos argumentistas mais celebrados da altura, injectando uma dose fortíssima de realismo e conteúdo adulto nos seus comics. A arte de Michael Gaydos também complementa perfeitamente a série, com o seu estilo nervoso, rápido e negro. Alias ganhou dois prémios, o prémio Comics Buyer's Guide para “Série Favorita” e o Harvey para “Melhor Série em Continuação”. E agora que Bendis juntou as peças todas do puzzle, e se prepara para contar as origens secretas de Jessica Jones (no quarto volume), o leitor poderá ver também porque a série foi nomeada para dois Eisners em 2004: “Melhor Série em Continuação”, e “Melhor Arco de História” (para o quarto volume).

 

O terceiro volume das aventuras de Jessica Jones, a heroína da Marvel que deu origem à série de TV da NETFLIX! E preparem-se para mais uma série da Netflix com Jessica Jones como protagonista: em DEFENDERS ela junta-se ao Demolidor, a Luke Cage e ao Punho de Ferro para derrotar uma organização criminosa em Nova Iorque! Já em Agosto.

 

 

ALIAS volume 3

Brian Michael Bendis e Michael Gaydos

Reúne os #16-21 da série original de ALIAS

Álbum, formato comic, 144 pgs a cores, capa dura.

€12.99
ISBN 9788416510399

Argumento de JOSS WHEDON e arte de JOHN CASSADAY

 

Uma das mais célebres e aclamadas séries dos X-Men regressa a Portugal numa edição de luxo!

 

A épica série de Joss Whedon e John Cassaday, num volume inicial que reúne duas grandes sagas: Sobredotados e Perigo! Na primeira história, Ciclope e Emma Frost reúnem uma nova equipa para "surpreender" o mundo, e Wolverine, Kitty Pryde e Fera serão com eles a nova cara dos X-Men. Mas a aparição de uma "cura" para o gene mutante pode fazer falhar os planos mais bem intencionados. No segundo arco, o Instituto Xavier é abalado por uma morte trágica, e os X-Men descobrem um inimigo oculto e letal a viver entre eles – um inimigo que os estudou durante anos e conhece todos os segredos da equipa!

 

Com este magnífico volume que lançou esta saga dos X-Men, é justo dizer-se que estamos perante uma das maiores duplas de criadores de todos os tempos da Marvel, e uma das mais importantes séries de sempre do universo dos mutantes. Joss Whedon é hoje um dos realizadores mais conhecidos de Hollywood, responsável pelos filmes dos Vingadores, e aqui encontramo-lo aliado a um dos maiores desenhadores de comics de sempre, John Cassaday, que na altura estava a começar a atingir a fama com Planetary. Com dois pesos pesados ao leme, não é de estranhar que Astonishing X-Men se tenha tornado numa das mais aclamadas séries de comics de sempre. Nomeada para inúmeros prémios Eisner, venceu em 2006 o prémio para Melhor Série em Continuação, e por duas vezes, em 2005 e 2006, o prémio foi para Cassaday como Melhor Desenhador.

 

“Viver confinado aos muros do Instituto Xavier é um pobre substituto para a liberdade, quando o mundo olha para os mutantes com medo e ameaça. Dilemas morais, rivalidades e disputas de há longa data, ressentimentos antigos - Whedon pegou nas melhores motivações criadas por Claremont na era clássica, e construiu à sua volta uma história sobre superação de obstáculos e o ultrapassar de fraquezas. Embora seja - obviamente - uma história de acção, a componente psicológica tem um lugar importante. Entre segredos negros e desejos ocultos que vêm à tona, são os instintos originais dos X-Men que se revelam de novo. Vale a pena prestar atenção à metamorfose que ocorre em Kitty Pryde, por exemplo, que se vai tornar numa das personagens centrais do livro!”

Marcin Andrys – do prefácio

 

No nosso país, esta série de Joss Whedon já foi editada duas vezes: pela BdMania, que editou os quatro volumes (a partir de 2018), e pela Salvat que editou os primeiros dois na sua Colecção Oficial de Graphic Novels Marvel (vols. 4 e 21). A edição da G.Floy irá reunir os volumes dois a dois, e julgamos que o novo formato em que vai lançar esta série icónica dos X-Men, em volumes de cerca de trezentas páginas, em formato maior, justificará a compra por parte de alguns dos fãs que já a tinham. E, claro, dará a conhecer a uma nova geração de leitores a saga Astonishing X-Men, incluindo a leitores que talvez ainda não conheçam os mutantes da Marvel.

 

Reúne os comics Astonishing X-Men #1-12

Álbum, formato deluxe (19 x 28), 304 pgs a cores, capa dura.

€25.00
ISBN 9788416510795

Argumento de JASON AARON e arte de RON GARNEY

 

Há muitos anos, Wolverine foi submetido a uma série de experiências pelo Programa Arma X, uma misteriosa organização militar do governo. Com o objectivo de criar a arma viva perfeita, os cientistas cobriram o seu esqueleto e as suas garras com adamantium, um metal inquebrável que é o complemento perfeito para o factor de cura mutante que ele possui. Wolverine acreditava que tudo isso estava no passado, e que ele podia esquecer esses tempos...

 

Mas agora, Wolverine vai descobrir que as experiências que foram aperfeiçoadas no seu corpo estão de novo a ser feitas, desta vez por uma empresa privada, para criar um exército mercenário perfeito e imparável. Conseguirá ele enfrentar um grupo de soldados implacáveis e psicopáticos – e pior, soldados que possuem os mesmos poderes e habilidades que ele? Preparem-se para uma das mais tremendas e furiosas batalhas de sempre!

 

Jason Aaron é um dos mais aclamados escritores de comics actuais (Thor, Scalped, Southern Bastards), e Wolverine Arma X foi a primeira série em continuação que escreveu para a Marvel, e, juntamente com Scalped, uma das que lhe granjeou maior sucesso. Foi também nesta história que trabalhou pela primeira vez com Ron Garney, um famoso desenhador de comics de super-heróis, uma colaboração que foram continuando ao longo dos anos seguintes, pelo gosto que têm em trabalhar juntos. Isso ocorreu, p.ex. numa parte da primeira fase de Thor que Aaron escreveu, e mais tarde numa série independente creator-owned que a G. Floy já editou em Portugal, Men of Wrath/Má Raça. Ron Garney é um dos mais míticos artistas de comics, com uma imensa obra na Marvel, de que se destaca uma fase de grande sucesso do Capitão América.

 

Jason Aaron pensou esta série "Arma X" como uma espécie de Marvel MAX, uma série de histórias talvez um pouco mais violentas do que o costume, e quase completamente separadas do universo Marvel e da sua cronologia regular (mesmo que ocasionalmente apareçam outra personagens). É uma série que é portanto ideal para leitores e fãs dos super-heróis da Marvel mais causais. A série durou 16 números, que a G. Floy irá editar em 3 volumes; os próximos dois volumes sairão ao longo de 2019: Demente da Mente (com arte de Yannick Paquette) e O Amanhã Morre Hoje (com arte de novo por Ron Garney, com uma aparição especial de Esad Ribic).

 

 

WOLVERINE ARMA X vol. 1: Os Homens de Adamantium

Formato comic deluxe (19 x 28), capa dura, 120 pgs. a cores.

€13.00
ISBN 9788416510832

Argumento de RICK REMENDER e ROB WILLIAMS, e arte de GREG TOCCHINI, SIMONE BIANCHI et al.

 

O JULGAMENTO DE FANTOMEX NUM MUNDO DISTANTE... E UMA BATALHA PELA EXISTÊNCIA

 

Na sequência da Saga do Anjo Negro, a X-Force perdeu um membro, mas ganhou outro... Fantomex foi finalmente apanhado pelas consequências da sua acção, matar o Apocalipse criança, e o irmão de Psylocke, o Capitão Bretanha, rapta-o e leva-o para a dimensão do Extramundo, para ele ser julgado... Fantomex terá de responder pelo crime que cometeu, e os mutantes terão de aceitar uma aliança com o Corpo dos Capitães Bretanha para tentar salvar o Omniverso de um inimigo subtil e destruidor. E, na segunda história, que decorre durante o evento A Essência do Medo, um grupo de radicais religiosos acredita que a destruição que ameaça o mundo é um sinal de Deus, e decide salvar a humanidade do Diabo... matando o máximo possível de pessoas! Wolverine e a sua equipa secreta de mutantes assassinos tem de descobrir quem é o responsável pelos ataques suicidas que assolam o planeta.

 

O terceiro volume de Uncanny X-Force continua a saga escrita por Rick Remender, e complementa-a com uma história que pertence ao evento “Essência do Medo” (Fear Itself, parte do qual foi editado no nosso país pela Levoir na sua colecção Marvel de  2014), uma história separada e completa. A primeira história (Extramundo) segue directamente o volume anterior e encerra a saga que viu Fantomex executar Apocalipse; é complementada por duas histórias auto-contidas que lidam com ramificações da viagem da X-Force ao mundo do Apocalipse.

 

Rick Remender, um dos mais brilhantes argumentistas contemporâneos, concebeu esta série que teve um sucesso imenso, sobre uma equipa secreta de X-Men que funciona como um grupo de assassinos mutantes que destroem as ameaças ao Homo superior por quaisquer meios necessários. A X-Force é constituída por Wolverine, Psylocke, Arcanjo, Fantomex e Deadpool. A série entra agora na sua recta final, e já está preparado todo o terreno para o quarto e último volume da saga: Execução Final (previsto para a Primavera de 2019).

 

A colecção Uncanny X-Force está prevista para 4 volumes no total, com um desenho (discreto!) de lombada.

 

UNCANNY X-FORCE Vol. 3: EXTRAMUNDO

Reúne os números #20-24 e #19.1 de Uncanny X-Force (Uncanny X-Force: Otherworld) e Fear Itself: Uncanny X-Force #1-3.

Formato Comic Deluxe (18,5 x 28), 200 páginas a cores, capa dura.

€17.00
ISBN 9788416510849

Argumento de G. WILLOW WILSON e arte de ADRIAN ALPHONA e JACOB WYATT

 

Quem é o Inventor, e o que é que ele quer com a nova Ms. Marvel e os seus amigos? Bem... pode ser que o Wolverine possa ajudar! A Kamala pode estar a ter um ataque agudo de ser fã e groupie, mas ele é o seu herói preferido (OK, talvez esteja no Top Cinco), e nada a vai impedir de lutar para salvar a sua cidade. E Kamala vai também encontrar os Inumanos pela primeira vez - e o seu cão real, Lockjaw! Todas as miúdas adoram um cãozinho, mas este se calhar é demais, até para uma super-heroína com poderes de aumentar de tamanho! Mas porque raios é que o Lockjaw agora anda sempre com a Kamala? Ms. Marvel irá descobrir muito do seu passado, enquanto o Inventor continua a ameaçar o seu futuro. A série aclamada pelos fãs continua as incríveis aventuras de Kamala Khan, uma das melhores (e mais adoráveis) heroínas da Marvel.

 

O volume 2 de Ms. Marvel encerra o primeiro arco de história da personagem.

 

Ms. Marvel é uma das mais prestigiadas e aclamadas séries lançada pela Casa das Ideias nos últimos anos. Nomeada para inúmeros Prémios Eisner, vencedora do Hugo para Melhor Romance Gráfico (2015) e do Prémio de Angoulême para Melhor Série (2016), Ms. Marvel rompeu com muitos dos cânones das aventuras da Marvel da era contemporânea, recuperando alguma da magia original de personagens adolescentes que estão a descobrir os seus poderes enquanto tentam sobreviver num universo confuso e cheio de confrontos! Ao longo dos seus primeiros dez volumes, a série já vendeu mais de MEIO MILHÃO de exemplares em língua inglesa, e tem sido um dos maiores best-sellers da Marvel.

 

“Ms. Marvel é prazer e diversão puros, e um dos melhores comics que a Marvel edita hoje em dia.”

- ComicsBookResources.com

 

 

MS. MARVEL vol. 2: GERAÇÃO PERDIDA

Reúne os comics Ms. Marvel #6-11.

Formato deluxe, capa dura, 136 pgs. a cores.

€14.00
ISBN 9788416510863

Argumento de BRIAN MICHAEL BENDIS e arte de MICHAEL GAYDOS

 

Uma nova série da personagem que inspirou as séries da Netflix, pelos criadores originais!

 

Muita coisa mudou no Universo Marvel, e existem segredos tremendos escondidos nas sombras - segredos que só uma mulher especial, como Jessica Jones, poderia desvendar... e desta vez ela parece ter tropeçado na mais perigosa das investigações! Uma nova série das aventuras da investigadora privada que já foi super-heroína, que vai incluir revelações sobre o passado de Jessica e respostas a alguns grandes mistérios do Universo Marvel, pelas mãos dos seus criadores originais, Brian Michael Bendis e Michael Gaydos.

 

Brian Michael Bendis, um dos mais conhecidos argumentistas de comics nos EUA, regressou em 2016 à personagem que tinha criado há tantos atrás para a linha Marvel MAX, juntando-se com o artista original da série, Michael Gaydos, para contar mais uma mão-cheia de histórias da célebre detective privada, Jessica Jones.

 

Nesta nova série, seguiremos várias tramas distintas, uma das quais, a relação de Jessica Jones com Luke Cage, que azedou de maneira dramática, e o destino da filha que ambos têm, se estenderá ao longo dos volumes da série. Neste primeiro volume, Jessica vai ser confrontada também com mais dois casos complexos. Um homem cuja mulher afirma que ele não é exactamente o seu marido, mas sim um homem vindo de outro local, de outro mundo talvez... e no outro, Jessica terá de enfrentar uma mulher que apenas quer uma coisa: vingança sobre a comunidade dos super-heróis e sobre a SHIELD, por ter sido presa por algo que nunca tinha chegado a fazer... Dois casos com os quais vamos voltar a mergulhar na Nova Iorque de super-heróis, detectives, criminosos e polícias, e pessoas normais que tentam sobreviver às consequências imensas dos eventos super-poderosos à sua volta... tudo aquilo que tornou a série de banda desenhada de Jessica Jones famosa!

 

A edição da G. Floy inclui um caderno extra com uma extensa selecção de capas alternativas.

 

JESSICA JONES vol. 1: SEM LIMITES

Brian Michael Bendis e Michael Gaydos

Reúne os números 1-6 de Jessica Jones (2016).

Álbum, formato comic, 144 pgs a cores, capa dura.

€14.00
ISBN 9788416510870

Argumento de JOSS WHEDON e arte de JOHN CASSADAY

 

O final de uma das mais célebres e aclamadas fases dos X-Men, criada por dois dos pesos pesados dos comics!

 

A épica série de Joss Whedon e John Cassaday conclui neste volume que reúne as sagas: Destroçados e Imparável! Na primeira história, o comportamento errático de Emma Frost está à beira de ser desvendado, quando o novo Clube do Inferno entra finalmente em acção contra os X-Men, depois de meses de se esconderem dos olhares dos mutantes do Instituto Xavier. E na segunda história, os X-Men têm de partir para o perigoso mundo Ruptura, naquela que será a sua última oportunidade de proteger a Terra dum terrível ataque. E, quando tudo acabar, nada será como dantes!

 

Quando esta série dos X-Men começou, em 2004, a crítica era unânime que seria difícil para a nova equipa igualar a fase anterior, escrita por Grant Morrison. Mas, com o passar dos anos, Astonishing X-Men de Joss Whedon e de John Cassaday tornou-se num dos maiores clássicos de sempre dos mutantes da Marvel. As duas fases são perfeitamente distintas, mas de algum modo complementam-se, e é adequado que Whedon siga Morrison na continuidade. Grant Morrison é um dos grandes “desconstrutores” de super-heróis dos comics, Whedon é um dos seus maiores fãs. Morrison destruiu e arrasou parte do mundo dos mutantes, Whedon reconstruiu a equipa e voltou a dar-lhe um propósito. E se Morrison puxou os X-Men um pouco para o realismo, Whedon procurou devolvê-los às suas origens como super-heróis - e escreveu uma das mais potentes cartas de amor aos X-Men de todos os tempos.

 

Combinando uma saga típica de mutantes, com inimigos tradicionais como o Clube do Inferno, conflitos conhecidos e recorrentes, a caça aos mutantes, a discriminação, os eternos triângulos amorosos entre X-Men, alguns deles... telepáticos? - com uma incrível saga de ficção-científica ao “estilo Joss Whedon”, Astonishing X-Men é também uma história que vai aprofundar tremendamente a caracterização de alguns dos maiores heróis da Marvel: a história da redenção e ressurgimento de Ciclope, da humanização de Emma Frost, e sobretudo, mais que todos os outros, é a história de Kitty Pryde, do seu regresso, da sua história de amor com Colossus, e do seu destino final.

 

“Poderá dizer-se que estas histórias já foram contadas... E se isso é inegável, parece-me que nunca tinham sido contadas desta forma. Na verdade, Whedon fez deste regresso dos X-Men, ocupados com a reconstrução do grupo e da sua escola e a braços com um invulgar inimigo, um dos arcos mais interessantes dos últimos anos. De sempre, na minha óptica.”

Pedro Cleto, AsLeiturasdoPedro.com

 

Nomeada para inúmeros prémios Eisner, venceu em 2006 o prémio para Melhor Série em Continuação, e por duas vezes, em 2005 e 2006, o prémio foi para Cassaday como Melhor Desenhador.

 

Reúne os comics Astonishing X-Men #13-24 e Giant-Size Astonishing X-Men #1 (correspondentes às histórias Torn e Unstoppable)

Álbum, formato deluxe (19 x 28), 344 pgs a cores, capa dura.

€28.00
ISBN 9788416510948

Argumento de RICK REMENDER, e arte de JEROME OPEÑA, ESAD RIBIC, RAFAEL ALBUQUERQUE e LEONARDO MANCO.

 

Os X-Men não matam... Mas quando Apocalipse regressa, Wolverine sabe que só existe uma solução: reunir a mais secreta das equipas de mutantes, uma equipa que nem o líder dos X-Men sabe que existe, a X-Force. Wolverine, Deadpool, Arcanjo, Fantomex e Psylocke terão de destruir En Sabah Nur, mas conseguirão sobreviver ao assalto dos Cavaleiros Finais de Apocalipse? E conseguirão tomar a decisão de matar um Apocalipse renascido, quando ele não passa de uma criança inocente?

 

E que fazer quando uma onda de Deathloks, espalhadas por todos os mundos e probabilidades, passados e futuros, decidem atacar a X-Force, para matar um homem que não devia nunca ter existido, e que está no caminho da sua vitória final? A palavra de ordem dos Deathloks é: Fantomex tem de morrer!

 

O que é a X-Force?

 

Houve muitas equipas de mutantes que usaram o nome X-Force, mas apenas uma delas seguiu o conceito que leva às histórias que irão ler neste volume: a de uma equipa de mutantes que leva a cabo as missões secretas, as black ops, as infiltrações e assassinatos, que outros membros dos X-Men não aceitariam levar a cabo, um grupo capaz de tomar as decisões moralmente dúbias que a maioria dos super-heróis seriam incapazes de tomar, um grupo de mutantes cuja alma foi já profundamente tocada pela violência e pelo mal, e que não hesitam diante nada para proteger a sua raça...

 

Rick Remender, um dos mais brilhantes argumentistas contemporâneos, concebeu esta série que teve um sucesso imenso, sobre uma equipa secreta de X-Men que funciona como um grupo de assassinos mutantes que destroem as ameaças ao Homo superior por quaisquer meios necessários. O presente volume inclui dois grandes arcos de história, que funcionam de modo independente, e que não necessitam de grande conhecimento prévio para serem lidos - embora esta edição inclua um dossier que explica quem são as personagens, e alguns dos momentos importantes anteriores; A Solução Apocalipse (com desenho de Jerome Opeña, e de Leonardo Manco no preâmbulo), e Nação Deathlok, com desenho de Esad Ribic - e uma curta história (Reavers) com desenho de Rafael Albuquerque. Todas estas histórias seguem o modelo de uma missão secreta da equipa de anti-heróis que constituem a X-Force: Wolverine, Psylocke, Arcanjo, Fantomex e Deadpool.

 

Reúne as duas sagas de Uncanny X-Men: Apocalypse Solution e Deathlok Nation; UNCANNY X-FORCE #1-7 e #5.1, WOLVERINE: ROAD TO HELL e X-MEN SPOTLIGHT.

 

Formato Comic Deluxe (18,5 x 28), 224 páginas a cores, capa dura.

€16.99
ISBN 9788416510450

Argumento de JEPH LOEB e arte de TIM SALE

 

“ÀS VEZES NÃO CONSEGUIMOS DIZER TUDO O QUE QUERÍAMOS A ALGUÉM QUE AMAMOS, ANTES DELE MORRER.”

 

Para Steve Rogers, a parte mais difícil de ser um homem fora do seu tempo, é não ter o seu melhor amigo. E quando o Capitão América confronta essa perda, mergulhará nas memórias de um tempo mais simples, e mais a preto e branco, o tempo da Segunda Guerra Mundial... com Bucky Barnes ao seu lado, e com os Comandos Selvagens logo atrás, a arriscarem as suas vidas e a lutarem contra a mais terrível das ameaças.

 

Jeph Loeb e Tim Sale revisitam os dias de glória do Capitão América e Bucky, num conto clássico de uma amizade forjada na guerra.

 

Capitão América BRANCO é o volume final de uma das mais importantes séries sobre as origens e inícios de algumas das grandes personagens da Marvel, a “série das cores” de Jeph Loeb e Tim Sale.

 

“...Tal como nas obras anteriores de Jeph Loeb e Tim Sale, Demolidor: Amarelo, Homem-Aranha: Azul, e Hulk: Cinzento, todo o enredo de Capitão América: Branco lida com os interesses românticos nas vidas dos heróis. Steve e Bucky são como almas gémeas, porque mais ninguém na Terra é capaz de compreender aquilo por que passaram como eles, e a história lida com as forças e fraquezas desse relacionamento. Tal como o Caveira Vermelha diz a Bucky, “O Capitão tem uma... certa 'fraqueza' por ti. Uma fraqueza na qual tenciono colocar uma bala esta noite, e pôr fim a esta guerra.” Os soldados lutam sempre pela sua pátria. Lutam por si. Lutam uns pelos outros. E por vezes morrem por esses ideais. E aqueles que ficam mantêm viva a memória dos que se sacrificaram. Com Steve Rogers não é diferente...”

 

“Uma bela combinação de história muito humana e grande aventura.”

Comicverse.com

 

Capitão América: BRANCO

Formato comic, capa dura, 160 pgs. a cores.

€12.99
ISBN 9788416510252

Argumento de BRIAN AZZARELLO e arte de RICHARD CORBEN

 

O herói da Marvel que deu origem à série da NETFLIX!

 

Quando Luke Cage aceita investigar o assassinato de uma jovem adolescente, descobre que está a decorrer uma guerra entre três gangues diferentes pelo controlo do bairro a que chama lar. E que melhor maneira de quebrar um impasse do que oferecer os seus serviços a quem lhe pagar mais?

 

O Hip-hop, os filmes de  blaxploitation e os comics são primos. A música, a banda desenhada e a rua cruzam-se nos cartoons das capas de discos pós-fase Igreja do Processo do Julgamento Final dos Funkadelic. Bootsy Collins cita os estúdios Hanna-Barbera como uma das suas principais influências. Quando descreve os primeiros tempos do Rap, no livro That’s Blaxploitation: Roots of the Baadasssss'Tude, o sempre saboroso Fab Five Freddy mostra-nos que o MC muitas vezes se comparava a “todo o género de personagens de banda desenhada e super-heróis”. Como disse, o hip-hop, os filmes de  blaxploitation e os comics estão todos na família. E agora, temos de volta um Cage de barrete, para manter o funk vivo. CAGE traz uma voz urbana autêntica - a voz do herói de blaxploitation, a voz do hip-hop, a voz da classe negra pobre - para a banda desenhada. E, apesar de afirmar que é um mercenário - tal como em todos os bons filmes de blaxploitation e kung fu - Cage é um herói da classe pobre. Um preto à séria, cheio de atitude à Huey Newton, imbuído de Mito Urbano.”

Do prefácio de Darius James.

 

CAGE

Formato comic, capa dura, 128 pgs. a cores.

€10.99
ISBN 9788416510306

Argumento de NEIL GAIMAN e desenho de MARK BUCKINGHAM

 

“A descrição intemporal que Gaiman e Buckingham fazem de um mundo governado por seres super-humanos continua tão interessante, desafiadora e de leitura necessária, como há duas décadas.” - James Witbrook, io9

 

Depois da destruição de Londres, e da derrota do seu adversário Kid Miracleman, Miracleman implementou mudanças tremendas à escala global. Das cinzas de Londres ergueu-se a sua imensa pirâmide, o Olimpo, e um mundo novo. Um mundo livre de guerra, de fome, de pobreza. Um mundo de maravilhas incontáveis. Um mundo em que peregrinos escalam o pico do Olimpo para implorar favores ao seu deus vivo, enquanto, muito lá em baixo, os mortos regressam em fantásticos corpos andróides. Hoje estamos numa IDADE DE OURO. E estas são as histórias dos seus habitantes... mas estará a humanidade pronta para a Utopia? Qual o lugar da humanidade num mundo de deuses?

 

Neil Gaiman (Sandman, 1602, American Gods) e Mark Buckingham (Fables) exploram as vidas de idealistas solitários, estudantes rebeldes e famílias fracturadas, em busca das constantes humanas num mundo de deuses e milagres sempre em mudança.

 

Miracleman (originalmente Marvelman) foi um dos comics mais influentes dos anos 80. Desconstrução ambiciosa dos super-heróis, o género dominante na altura no mercado americano, teve um impacto tremendo sobre leitores e criadores, juntando-se a uma mão-cheia de outros títulos que mudaram a face da BD americana. Juntamente com Watchmen, fez parte de duas obras que o escritor original escreveu praticamente como “teses” auto-contidas sobre os super-heróis. Mas onde Watchmen desembocava num apocalipse, um dos finais inevitáveis da história de super-heróis (que impedia que se contassem mais histórias), Miracleman, de modo mais subtil, levava a história de super-heróis a outro final igualmente inescapável: uma Utopia dominada por super-heróis. E que histórias se podem contar numa utopia? Num mundo sem conflito, crime, sem escassez, sem as próprias neuroses a eles ligados?

 

O escritor original tinha-se decidido a não contar mais histórias nesse universo, mas depois do sucesso crítico e comercial da obra, depois da insistência da editora em continuar a série, Neil Gaiman, na altura um jovem argumentista britânico em ascensão, propôs-se continuar Miracleman. E o escritor original autorizou-o a isso, cedendo-lhe os direitos da série. Gaiman delineou então três arcos de história de seis comics cada. A IDADE DE OURO contaria histórias passadas nessas utopia, enquanto A Idade de Prata mostraria o regresso de Young Miracleman e as primeiras rachas naquele mundo perfeito. E A Idade das Trevas...

 

A IDADE DE OURO era sem dúvida o mais difícil dos três arcos narrativos, por se passar num mundo teoricamente sem conflitos. Mas Gaiman resolveu com grande elegância o desafio, secundado pelo trabalho maravilhoso de um Mark Buckingham que não era na altura tão conhecido como hoje, e que conseguiu adoptar registos diferentes para cada uma das histórias incluídas neste volume. Basta citar o estilo pop art que usou na história dos clones de Andy Warhol, usando as técnicas de repetição em massa, ou o estilo misterioso e negro da História de Espiões, ou o estilo meio cartunesco de Modas.

 

Esta edição de A IDADE DE OURO inclui todos os extras da edição americana.

 

Formato comic (17 x 26), cores, capa dura, 192 pgs.

€15.99
ISBN 9788416510429

Argumento de ROBERT RODI e arte de ESAD RIBIC

 

Uma das mais belas histórias da Marvel, um título totalmente auto-contido, pintado de modo magnífico pelo grande Esad Ribic!

 

Loki tornou-se finalmente soberano de Asgard, e Odin foi colocado a ferros, tal como todos aqueles que batalharam em seu nome. No entanto, Loki vê-se cercado de antigos aliados e interesses vários, todos em busca de recompensa pela ajuda prestada na sua ascensão. E Hela, deusa do Reino dos Mortos, empurra-o para completar o seu triunfo com a execução de Thor. Loki terá de ponderar se a sua existência fará algum sentido sem o seu meio-irmão...

 

Há dois lados para cada história, e agora chegou a altura de ouvir o lado de Loki: o filho preterido de Odin vai contar a história do seu ponto de vista, a sua sede insaciável de poder, os seus sentimentos ambíguos para com Sif, a sua antipatia para com Balder, e o imenso ressentimento contra o seu irmão mais velho, Thor. Com a excepcional arte de Esad Ribic, um dos maiores artistas da Marvel, e argumento do romancista Robert Rodi, esta história auto-contida vai mostrar-nos Asgard como nunca a tínhamos visto!

 

Todos os vilões deviam ter a sorte de poder receber um tratamento tão clássico e maduro.” - Entertainment Weekly

 

Rodi, na sua proposta de história para a Marvel afirmou: “Loki é um estudo exaustivo de um dos personagens mais complexos da Marvel. Durante mais de duas décadas, os leitores apenas conheceram a versão dos factos a partir do ponto de vista de Thor. Agora é altura de conhecermos a de Loki.”

 

LOKI

Formato comic, capa dura, 112 pgs. a cores.

€9.99
ISBN 9788416510245

Argumento de RICK REMENDER, e arte de JEROME OPEÑA, BILLY TAN, MARK BROOKS, ESAD RIBIC et al.

 

A QUEDA DE APOCALIPSE... E A ASCENSÃO DO ARCANJO!

 

Warren Worthington está a perder a batalha que tem de travar com a fera dentro dele... o monstro chamado Arcanjo, o Cavaleiro do Apocalipse, destinado a tornar-se no herdeiro do temível mutante malévolo. Mas existe uma coisa que pode impedir esse destino fatídico. Infelizmente para os companheiros de Warren na X-Force, ela está numa dimensão em que Apocalipse derrotou e escravizou o mundo: a Era do Apocalipse! Wolverine e a X-Force irão confrontar versões distorcidas e terríveis de personagens que lhes são familiares e terão de tentar resolver o mistério: se a Era do Apocalipse já acabou neste mundo, quem tornou a transformá-lo num inferno vivo? Conseguirá a X-Force regressar ao seu universo a tempo de impedir a ascensão do Arcanjo ao trono do Apocalipse?

 

Considerada por muitos fãs como a melhor história da fase de Uncanny X-Force escrita por Rick Remender, a Saga do Anjo Negro continua o confronto do grupo secreto de X-Men assassinos, que lutam nas sombras e com métodos que os outros X-Men desaprovariam, com as sequelas da sua batalha contra Apocalipse. Neste volume os heróis terão de regressar a uma das dimensões mais temíveis de sempre, a Era do Apocalipse, para tentar encontrar maneira de salvar o Arcanjo: vai ser herói contra a sua própria contraparte do mundo paralelo!

 

“É quase impossível elogiar demasiado a arte neste livro... no que me diz respeito, esta saga tornou-se num clássico instantâneo. Nota 10!”

Poet Mase, ign.com

 

Reúne a saga completa The Dark Angel Saga (Uncanny X-Force #8-19).

 

UNCANNY X-FORCE Vol. 2: SAGA DO ANJO NEGRO

Formato Comic Deluxe (18,5 x 28), 288 páginas a cores, capa dura.

€20.00
ISBN 9788416510641

Argumento de Brian K. Vaughan e arte de Staz Johnson

 

A FOTO PERFEITA! O Homem-Aranha e o seu inimigo de sempre, o Dr. Octopus, enfrentam-se de novo numa brutal batalha de egos. Mas o temível Doutor tem uma arma secreta pronta a usar: Jeff Haight, fotógrafo no Clarim Diário, que quer perceber como é que aquele freelancer idiota do Peter Parker consegue sempre as melhores fotos e lhe rouba a primeira página!

 

O primeiro volume da nova colecção Marvel Deluxe, em que inauguramos um formato novo, um pouco maior que o formato comic tradicional: com 19 x 29 cms de tamanho, este formato irá ser aplicado a futuros lançamentos Marvel como Uncanny X-Force ou Immortal Iron Fist, numa colecção dedicada aos melhores criadores da Marvel, com uma ênfase especial nos argumentistas que têm feito as delícias dos fãs da G.Floy, como Brian Vaughan, Ed Brubaker, Jason Aaron e outros!

 

Reúne a mini-série Spider-Man/Doctor Octopus: Negative Exposure #1-5, escrita por Brian K. Vaughan e desenhada por Staz Johnson.

 

Homem-Aranha: Exposição Negativa

Álbum, formato comic deluxe, 120 pgs a cores, capa dura. 

€12.99
ISBN 9788416510412

Argumento de BRIAN MICHAEL BENDIS e arte de MARK BAGLEY, BRENT ANDERSON, MICHAEL LARK, MICHAEL GAYDOS e OLIVIER COIPEL

 

JESSICA JONES, A HEROÍNA DA SÉRIE DE BRIAN MICHAEL BENDIS ALIAS E DA SÉRIE DE TV DA NETFLIX ESTÁ DE VOLTA!

 

A ex-Vingadora tornada investigadora privada começa um novo capítulo da sua vida - como jornalista para a nova secção sobre super-heróis do Clarim Diário, PULSAR! E a sua primeira missão é descobrir a identidade de um homicida super-poderoso que assassinou uma ex-repórter do Clarim. Qual será o envolvimento de Norman Osborn neste caso? E que efeito terá a descoberta chocante de Jessica no universo Marvel? E Jessica e Luke Cage, que agora vivem juntos, vão ser envolvidos por Nick Fury numa verdadeira guerra - e terão de reagir e lutar pela sua nova vida! E o momento que todos esperavam: o bebé de Jessica e Luke, e o dia do casamento! Convidados especiais? Homem-Aranha, Capitão América, os Novos Vingadores e muitos mais!

 

Jessica Jones regressa num volume de 360 páginas que nos traz uma fase inteira da saga da heroína, desde o momento em que inicia a sua vida a dois com Luke Cage à espera do seu bebé, até ao final mais esperado de todos, e sempre motivo de festejos, um casamento Marvel! Pelo caminho são vários arcos de história com a marca distintiva do escritor Brian Michael Bendis que continua a explorar os recantos mais escuros do universo da Marvel, e desenhados por artistas variados.

 

Na primeira história, desenhada por Mark Bagley (colega de longa data de Bendis em Ultimate Homem-Aranha), Jessica começa a trabalhar no Clarim Diário, e a sua investigação ao assassinato de uma outra jornalista levará directamente a um confronto com o Duende Verde, e a uma batalha épica nas ruas de Nova Iorque. Na segunda história, Jessica terá de viver as sequelas da Guerra Secreta de Nick Fury, que irá colocar em perigo a sua bebé, e opô-la à Hidra, com desenho de Brent Anderson (Astro City) e Michael Lark (Gotham Central). Michael Gaydos, o desenhador original da série Alias e criador visual de Jessica Jones regressa para uma curta história, uma homenagem emotiva e inteligente às personagens menores do universo Marvel. E, finalmente, entre casamento e batalhas desenhadas por Olivier Coipel, uma das estrelas da Marvel (Dinastia de M), temos a mais super-heróica das histórias deste volume.

 

Este é o livro em que Jessica Jones completa o longo caminho de “loser” que se despreza a si própria a membro respeitada da comunidade dos super-heróis que consegue finalmente olhar para si mesma no espelho sem pestanejar!

 

Reúne os comics The Pulse #1-9 e #11-14, e New Avengers Annual (2006) #1

 

JESSICA JONES: PULSAR

Álbum, formato comic, 360 pgs a cores, capa dura.

€25.00
ISBN 9788416510634

Argumento de G. WILLOW WILSON e arte de ADRIAN ALPHONA

 

Ms. Marvel é uma das mais prestigiadas e aclamadas séries lançada pela Casa das Ideias nos últimos anos. Nomeada para inúmeros Prémios Eisner, vencedora do Hugo para Melhor Romance Gráfico (2015) e do Prémio de Angoulême para Melhor Série (2016), Ms. Marvel rompeu com muitos dos cânones das aventuras da Marvel da era contemporânea, recuperando alguma da magia original de personagens adolescentes que estão a descobrir os seus poderes enquanto tentam sobreviver num universo confuso e cheio de confrontos!

 

Kamala Khan é uma jovem adolescente muçulmana de Nova Jérsia, perfeitamente normal... até ao dia em que descobre que recebeu poderes extraordinários! Mas quem é realmente a nova Ms. Marvel? Uma simples adolescente muçulmana, indecisa entre dois mundos, o da América moderna e o do mundo tradicional do Islão? Uma inumana criada depois da explosão da Bomba Terrígena? Uma fã de Carol Danvers, a Capitã Marvel? Estará Kamala preparada para usar os seus tremendos poderes, e conseguirá ela perceber que com grande poder vem grande responsabilidade? Descubram tudo isso quando ela tomar o universo Marvel de assalto... ou pelo menos Nova Iorque e arredores!

 

“Talvez o mais importante comic publicado em 2014.”

- ComicsAlliance.com

 

O processo de criação de Kamala Khan, a nova Ms. Marvel e a primeira heroína muçulmana da Marvel, não foi isento de controvérsia e mesmo hostilidade. A autora trabalhou com a editora Sana Amanat para definir as suas características e história de família, mas muitos fãs e os meios mais conservadores da sociedade americana opuseram-se à aparição desta heroína adolescente de Nova Jérsia. Mas a nova personagem era tão fácil de se gostar, simultaneamente ingénua, querida, teimosa, e perdida entre as suas obrigações familiares e o Islão e a moderna vida Ocidental, que foi muito bem acolhida pelos fãs e pela crítica, tendo sido comparada sobretudo com Peter Parker nos anos da Idade de Prata da Marvel, e mesmo considerada um símbolo de reconciliação entre tradições religiosas diferentes.

 

Reúne os comics Ms. Marvel #1-5 e material de All-New Marvel Now! Point One #1.

 

MS. MARVEL vol. 1: FORA DO NORMAL

Formato deluxe, capa dura, 120 pgs. a cores.

€13.00
ISBN 9788416510658

Argumento de CULLEN BUNN e arte de DALIBOR TALAJIĆ

 

E se tudo o que vocês acham que é cómico acerca de Deadpool fosse na verdade apenas... perturbador? Inquietante e bizarro? E se ele decidisse matar tudo e todos que compõem o universo Marvel? Pior, e se ele conseguisse? VOCÊS achariam isso cómico? As aventuras do Mercenário Desbocado vão ganhar um tom ainda mais negro e surreal, quando ele começa a perseguir super-heróis e supervilões com um único propósito: matá-los a todos, numa saga de horror como nenhuma outra!

 

Escrita por Cullen Bunn (Harrow County, Venom) e desenhada por Dalibor Talajić (X-Men), Deadpool Mata o Universo Marvel foi um dos maiores sucessos da Marvel (com mais de meio-milhão de exemplares vendidos) e é o primeiro de uma série de volumes em que Deadpool procura eliminar o seu universo super-heróico de uma vez por todas.

 

Cullen Bunn, um dos mais originais escritores de comics actuais leva até ao limite o facto de Deadpool ser uma das pouquíssimas personagens de BD que se dá conta da sua existência como personagem de ficção. Neste volume, o Mercenário Desbocado vai lentamente intuir que algo extremamente bizarro se está a passar à sua volta, e iniciar a sua busca de rompimento da "quarta parede", que separa as personagens dos leitores, busca essa que o vai lançar inexoravelmente em direcção à destruição de TODO o Universo Marvel!

 

Reúne os números #1-4 de Deadpool Kills the Marvel Universe.

 

Aviso: Não é para putos!

 

DEADPOOL MATA O UNIVERSO MARVEL

Formato deluxe (18 x 28), capa dura, 96 pgs. a cores.

€12.00
ISBN 9788416510719

Argumento de BRIAN MICHAEL BENDIS e arte de MICHAEL GAYDOS

 

AS ORIGENS SECRETAS DE JESSICA JONES, a história que inspirou a primeira temporada da série da NETFLIX!

 

Jessica Jones é uma detective privada implacável, e o submundo negro do Universo Marvel é o seu território, como vimos em três volumes de casos complexos, muitos dos quais envolveram super-heróis. Mas nem sempre foi assim.

 

Em tempos, Jessica foi ela também uma super-heroína, e aqui, pela primeira vez, descobriremos os seus segredos - como ganhou os seus poderes, como se tornou numa heroína, e o momento terrível e negro da história do Universo Marvel que mudou a sua vida para sempre. Com muitos convidados especiais, desde o Homem-Aranha e Jean Grey, aos Vingadores e ao temível Killgrave.

 

O último volume da primeira série de Jessica Jones, ALIAS, é geralmente considerado o melhor da saga, e revela finalmente as origens dos super-poderes da nossa heroína, juntando todas os fios narrativos dos volumes anteriores numa só saga, um verdadeiro “romance gráfico” em vez de uma série de comics, em que confluem inúmeros géneros: super-heróis, crime e policial, romance... Na primeira parte do volume (números #22-23) Michael Gaydos consegue um verdadeiro triunfo, ao apresentar-nos um flashback e ao transportar-nos para o passado de Jessica com um desenho completamente diferente do normal, que evoca o estilo Marvel antigo (assinalado por uma simples menção de “after DITKO!”), contando as origens dos poderes de Jessica e a sua vida no mesmo liceu em que foi colega de Peter Parker. Depois desta introdução, entramos no cerne da história, o Homem-Púrpura, e o que ele fez a Jessica... Mas deixemos que o leitor descubra tudo sozinho, neste volume cujas histórias foram nomeadas para dois Prémios Eisner em 2004, Melhor Série em Continuação e Melhor Arco de História.

 

A conclusão desta primeira série de Jessica Jones!

 

Reúne os #22-28 da série original de ALIAS

 

Jessica Jones ALIAS volume 4

Álbum, formato comic, 176 pgs a cores, capa dura.

€14.99
ISBN 9788416510498

Argumento de JASON AARON e arte de ESAD RIBIC

 

Thor luta para salvar o planeta, mas lutar contra quem, se o planeta está a morrer? Mas a agente Roz Solomon, da SHIELD, sabe quem é o inimigo: a nefasta megacorporação Roxxon e o seu implacável e malévolo novo CEO, “o Minotauro”! Terá Thor encontrado o seu igual sob a forma de uma supercorporação multinacional? Entretanto, milhares de anos no futuro, o Rei Thor de Asgard e as suas netas, as Guerreiras do Trovão, travam uma batalha muito diferente para salvar o que resta da Terra - mas de Galactus!

 

“A série Thor: Deus do Trovão  continua a ser digna de um deus.”

- ComicVine.com

 

Thor: Os Últimos Dias de Midgard é uma saga auto-conclusiva do Deus do Trovão, que encerra uma das fases mais aclamadas das suas histórias, e que serve de prelúdio ao relançamento que Aaron fez na saga She-Thor!

 

Reúne os títulos Thor: God of Thunder #19-25.

 

THOR: Os Últimos Dias de Midgard

Formato deluxe, capa dura, 168 pgs. a cores.

€15.00
ISBN 9788416510566

TUDO O QUE ELA QUERIA, ERA TER SIDO UMA SUPER-HEROÍNA.

As aventuras da Vingadora que se tornou detective privada continuam em mais dois casos. Jessica Jones viaja para uma pequena cidade do interior, uma cidade cheia de preconceitos e racismo, para investigar a desaparição de uma adolescente que todos acreditam ser uma mutante... mas será mesmo? E, logo depois, a nossa investigadora azarada vai sair num encontro com... o Homem-Formiga?!

Continuam as aventuras da heroína de banda desenhada da Marvel que deu origem à série de TV
da NETFLIX com o mesmo nome! Alias volume 2 apresenta-nos mais dois casos da vida da super-heroína que abandonou os Vingadores para se tornar detective. E inclui também um dos mais aclamados números de sempre da série, e considerado uma das histórias curtas mais importantes da década em saíu, o número 10 da série:

J. Jonah Jameson contrata Jessica Jones para descobrir a identidade secreta do Homem-Aranha, usando as suas conexões com outros super-heróis! Pela primeira vez ouvimos falar do passado de Jessica como heroína, mas Jessica engendra um plano... diabólico. Contada de modo diferente do habitual, em painéis experimentais de uma página, pintados a aguarela, e focando o diálogo rápido, divertido e feroz que era a marca de Bendis na altura, como se estivéssemos a ver um ecrã de TV, este história curta foi escolhida pela revista Wizard como um dos 100 melhores números de sempre dos comics.

Inclui um extenso caderno de esboços e arte de DAVID MACK, o criador das capas da série

€12.99
ISBN 9788416510221

A banda desenhada que serviu de base à série de televisão de sucesso da NETFLIX!

Jessica Jones: Em tempos, chegou a ser uma super-heroína... mas não era muito boa. Os seus poderes eram corriqueiros, comparados com as habilidades incríveis dos ícones de uniforme que povoam o Universo Marvel. Numa cidade de maravilhas, Jessica Jones nunca encontrou um lugar que fosse só seu. Agora, transformada numa alcoólica auto-destrutiva com um terrível complexo de inferioridade, Jones é dona e única empregada das Investigações Alias - uma pequena empresa de investigações privadas especializada em casos de super-heróis. E quando ela descobre o segredo potencialmente explosivo da identidade verdadeira de um desses heróis, a vida de Jessica passa a estar em risco permanente. Mas o seu humor, charme e inteligência são a combinação perfeita, que talvez lhe permita sobreviver até ao fim desta aventura. Alias é uma série sobre o outro lado da cortina e do palco, sobre o que acontece a um herói quando fica farto, e decide esquecer a parte do “super” do seu nome. É mais thriller e policial do que história de super-heróis. No primeiro volume da série encontraremos dois arcos de história distintos, um que se inicia quando Jessica Jones descobre involuntariamente a identidade secreta de um Vingador, e se vê envolvida numa conspiração ao mais alto nível, e outro em que ela parte em busca de Rick Jones e do segredo que ele esconde. Mas será ele o verdadeiro Jones, e serão eles aparentados... os Jones?

€14.99
ISBN 9788416510146

Wolverine viaja até uma misteriosa montanha no Japão, para tentar conseguir fazer as pazes com os fantasmas de um terrível incidente do seu passado quase esquecido, um momento no tempo que o recriou, nas chamas do amor, da morte e da destruição.

Mas se ele não tiver cuidado, esses fantasmas podem continuar a assombrá-lo para sempre...

Brian K. Vaughan, um dos mais premiados e aclamados argumentistas de todos os tempos (criador de Saga, Y: The Last Man, Ex-Machina) junta forças com o artista Eduardo Risso (criador de 100 Bullets) para nos trazer um momento sombrio e  cerebral que definiu a vida de Wolverine - o momento que pegou no mutante, e que o transformou em homem. Um volume auto-contido, originalmente publicado em mini-série de três números, aqui reunidos com um extenso caderno de extras (argumento proposto, estudos de capa, esboços, pin-ups).

€9.99
ISBN 9788416510054